Franquias de Cafeteria

Franquias de cafeteria valem a pena?

Os brasileiros estão entre os maiores consumidores do produto no mundo e, por essa razão, só no ramo de franquias de cafeterias são muitas opções de marcas com unidades nos mais variados locais: shoppings, lojas de rua, academias, hospitais, faculdades etc. E, para garantir a lucratividade, a redes ampliaram o mix de produtos oferecidos para acompanhar os cafés, começando pelos tradicionais salgados, por doces e até refeições leves como sanduiches e tortas – aumentando assim o tíquete médio por cliente.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), o consumo brasileiro per capita de café é de aproximadamente de 4,9 quilos de café torrado e moído ou 81 litros da bebida por ano. Com essa demanda, o ramo de franquias de cafeterias, mesmo em tempos de recessão econômica se mantém em crescimento.

Algumas redes de franquias do ramo de cafeterias chegam a ter mais de 250 unidades. E com investimento inicial a partir de R$10 mil já é possível ter uma cafeteria franqueada e a partir de 24 meses ter retorno desse investimento.

Melhores franquias de cafeteria

A Rei do Mate acaba de se tornar a maior rede de cafeterias do país em número de unidades, segundo ranking da Associação Brasileira do Franchising (ABF). Figurando entre as melhores franquias do ramo, a marca possui 330 lojas por todo o Brasil em diversos locais como shoppings, mercados, lojas de rua e aeroportos, e com investimento a partir de R$300 mil já é possível ter uma unidade da rede.

Já o Fran's Café está presente no mercado brasileiro há mais de 43 anos e atua como rede de franquias há cerca de 19. Atualmente a marca tem 138 unidades, sendo 12 próprias e 126 franqueadas. As Lojas de Rua da marca demandam investimento a partir de R$ 420 mil e as Station cerca de R$ 250 mil.

A rede Grão Expresso também merece destaque no ramo de cafeterias. Atualmente a marca tem aproximadamente 250 unidades e estima que o investimento total para uma nova franquia é entre R$155 mil e R$245 mil, dependendo do modelo de negócio escolhido, que pode ser loja ou quiosque.

Franquias de cafeteria de baixo custo

Dentro do ramo de cafeterias há modelos de negócios para todos os topos de bolsos, inclusive franquias de baixo custo. A Cheirin Bão, por exemplo, tem cerca de 43 unidades em operação por todo o Brasil e o investimento inicial para quiosques e lojas é de R$ 89 mil. 

Outra opção é a Sterna Café, que possui diversas lojas abertas em São Paulo e no ABC. Com foco em prédios comerciais, a marca oferece dois modelos de franquias: quiosques e lojas. A franquia para quiosque custa a partir de R$99 mil e a modelo loja, a partir de R$150 mil.

Perfil de franqueado de franquias de cafeteria

No ramo de cafeterias o perfil do franqueado é bem variado. Em geral, as franqueadoras recomendam que sejam empreendedores focados em participar diretamente da operação da unidade, acompanhando a evolução do negócio, após a implantação.

Como em todo o segmento de alimentação, ter algum conhecimento na gestão de negócios e liderança de pessoas é um requisito bem avaliado pelas franqueadoras. Facilidade para criar bons relacionamentos com a clientela é importante, bem como disponibilidade para trabalhar aos finais de semanas também.

Ver Mais

Escolha a faixa de investimento