Franquias de Chocolate

 Franquias do ramo de Chocolate valem a pena?

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, entre 2016 e 2015, o ramo de doces, bolos, chocolates e confeitos apresentou um crescimento do ticket médio na casa dos 13%, sendo o melhor desempenho do segmento, bem acima da média de 7,9%. Há muitas redes de franquias especializadas no ramo, em especial de chocolates.

O consumo do produto e todas suas variações é bem significativo no Brasil, principalmente entre as mulheres que representam 55% dos consumidores (dados do IBOPE Mídia). Já em um recorte geográfico, os baianos que moram na capital estão no topo da ranking com 75% da população consumidora. São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Fortaleza(CE) seguem no ranking dos chocólatras, com 72% da população consumidora.

Agora uma curiosidade, sobre o consumo da iguaria. Para 42% da população, a principal ocasião em que o chocolate é escolhido é quando o brasileiro sente vontade de comer doce, sendo que os momentos após o almoço e a tarde são os períodos do dia prediletos para se degustar a iguaria.

O Brasil é o segundo no ranking mundial dos produtores de ovos de chocolate, perdendo apenas para a Inglaterra. A época de Páscoa é, sem dúvida, o ápice do consumo, mas há um bom mercado de vendas de chocolates ao longo do ano. É sempre uma das principais escolhas para dar um presente em datas comemorativas como Dia das Mães e Dia dos Namorados.

As melhores franquias do ramo de Chocolate

A Cacau Show se estabeleceu como a maior rede do país em número de franquias neste segmento, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). A Kopenhagen e a Chocolates Brasil Cacau são a segunda e a terceira maiores franquias do segmento.