Início / Notícias / Gurus / O que esperar dos investimentos alternativos em 2022?

O que esperar dos investimentos alternativos em 2022?

Por Cadu Guerra*

O que esperar dos investimentos alternativos em 2022?

Compartilhe:   

Muitos investidores ainda têm dúvidas em relação de como distribuir os seus investimentos, pois entre tantas opções, é sempre um desafio pensar nos títulos para colocar as suas aplicações. Uma das possibilidades é realizar aplicações em investimentos alternativos, que nada mais são do que produtos como fundos de Private Equity (PE), Real Estate (imobiliário), fundos de infraestrutura, e alguns modelos de crédito privado. Já que não são diretamente impactados pela Taxa Selic [Sistema Especial de Liquidação e Custódia], esse modelo de investimento atrai os investidores que estão sempre em busca dos melhores retornos.

 

Os investimentos alternativos chegam para compor uma carteira diversificada, aumentando a rentabilidade. Eles aparecem justamente como mais uma possibilidade para, que diante deste cenário com retornos na renda variável em queda, seja uma opção com alta rentabilidade e, em casos de títulos pré-fixados, uma previsibilidade. Além disso, é uma escolha mais conservadora diante do cenário de incerteza políticas e econômicas, como a pandemia [Covid-19], conflitos entre nações e eleições presidenciais. Ter uma carteira diversificada protege o investidor da própria ignorância e falta de capacidade de prever o futuro.

 

Esse tipo de investimento pode ser atrelado a uma operação. Neste caso, sua maior vantagem é a rentabilidade, que é acima da média do mercado, mas existem outros pontos que devem ser analisados. No caso de investimento em ativos reais como financiamento de iPhones, por exemplo, você ajuda em uma operação que afeta a vida de milhares de brasileiros, enquanto rentabiliza seu dinheiro melhor que a média do mercado.

 

A diversificação serve para você conseguir atingir o máximo de rentabilidade que você busca na sua carteira dentro dos riscos que está disposto a correr. Por isso, uma dica é você saber qual o seu perfil de investidor, pois isso ajuda na hora da composição da carteira, permitindo que você conheça os seus objetivos e saiba quais modelos de aplicações fazem sentido de acordo com o seu perfil.

 

Essa é uma tendência que já pode ser percebida mundialmente, segundo estimativas da Preqin, empresa britânica de pesquisa de dados e análises financeiras, como parte da apresentação da consultoria para a Flaia (sigla em inglês da Associação de Investimentos Alternativos da Flórida), considerando os montantes sob gestão de instituições financeiras e assets, esse mercado deve atingir US$ 18 trilhões daqui a três anos, em comparação com os US$ 8,5 trilhões de 2020.

 

Com tantas incertezas, é sempre importante diversificar a carteira de investimentos procurando sempre ter uma aplicação em investimentos alternativos, trazendo maior rentabilidade e segurança para os seus investimentos.

 

*SOBRE  CADU GUERRA

Cadu Guerra é CEO do Allugator, maior plataforma de assinatura de aparelhos eletrônicos da América Latina.

 

CONHEÇA A FRANQUIA IDEAL PARA VOCÊ

 

 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?