Microfranquias registram crescimento de 39,8% no último ano

Especialista indica os principais pontos para empreender no segmento sem errar na escolha

Microfranquias registram crescimento de 39,8% no último ano

Quem conta com um DNA empreendedor sempre está em busca de novas oportunidades. No entanto, nem todos têm o desejo ou os recursos financeiros necessários para criar um negócio do zero. É neste contexto que as microfranquias ganham cada vez mais a preferência dos empreendedores brasileiros. O segmento que requer um investimento inicial de até R$ 105 mil teve um crescimento de 39,8% de 2021 para este ano, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). 

 

Entre as áreas com maior aderência ao modelo de negócio encontram-se Serviços (27,4%) e Alimentação (16,2%), seguidos por Saúde, Beleza e Bem-estar (15,5%). “Microfranquia é um formato que permite que um empreendedor inicie e gerencie seu próprio negócio, mas com o apoio de uma empresa já consolidada no mercado. Como o investimento é baixo e os riscos são reduzidos, é uma excelente oportunidade para quem quer empreender com segurança. Outra vantagem é que, por se tratar de uma estrutura compacta, sua gestão também é mais simples”, afirma Douglas Pena, CRO da Minha Quitandinha, rede de minimercados autônomos. 

 

Pensando em auxiliar aqueles que querem investir no segmento sem errar na escolha, o executivo reuniu os principais pontos de atenção. Confira abaixo: 

 

Reflita sobre a decisão 

O investimento inicial em uma microfranquia é relativamente baixo em comparação com as franquias tradicionais. Mas, ainda assim, é fundamental analisar o quanto se pretende e pode investir. “Não deixe de levar em consideração a sua situação financeira atual. Faça projeções para o futuro e compare com a sua capacidade de pagamento. Além disso, é importante lembrar que o investimento inicial deve ser o suficiente para o capital de giro, até que o empreendimento comece a dar lucros”, diz Pena. 

 

Escolha o nicho 

Quando falamos em franquias e microfranquias, as redes de fast-food costumam vir à mente. No entanto, há inúmeras possibilidades no mercado. “Para ter sucesso no empreendedorismo, a inovação deve ser uma busca constante. Neste caso, uma forma de se destacar da concorrência é investir em negócios diferenciados. Um exemplo são os minimercados autônomos, que facilitam a rotina ao oferecer itens básicos em complexos residenciais ou comerciais durante 24 horas, nos sete dias da semana e sem a necessidade de um funcionário para a finalização da compra. Desta maneira, a iniciativa que atende às principais necessidades dos consumidores têm uma aderência garantida”, explica o CRO.  

 

Pesquise sobre a marca

Após a definição do nicho, o próximo passo é pesquisar as possibilidades existentes, sendo imprescindível se atentar a reputação da marca escolhida. “Você pode pesquisar nas redes sociais, no site, buscar por cases de sucesso e até conversar com franqueados para conhecer suas experiências”, sugere o executivo. 

 

Minha Quitandinha

A Minha Quitandinha é uma startup de tecnologia em varejo que atua no modelo de franquia de minimercado autônomo. Idealizada por três empreendedores: Guilherme Mauri de Oliveira, Marcelo Villares e Douglas Pena, foi fundada no ano de 2020, no município de Balneário Camboriú (SC), em meio a pandemia do coronavírus. A ideia é levar praticidade, conveniência, qualidade e segurança, baseada no conceito de honest market, instalada dentro de condomínios residenciais verticais e horizontais, empresas, hotéis, clubes, marinas e academias, que opere durante 24 horas por dia, sete dias por semana. O minimercado inteligente é indicado para condomínios a partir de 150 apartamentos/casas e demais locais, com fluxo médio diário de 500 pessoas. Saiba mais aqui. 

 

 

 

grupo do whatsapp sua franquia

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: franquias por segmentos e ramos

Confira mais artigos em: gurus do franchising

 

Encontre a melhor franquia para você