Inteligência emocional para enfrentar desafios é destaque na abertura da Semana do MEI

Primeiro dia traz oficinas e palestras gratuitas com especialistas para inspirar e motivar os empreendedores. Evento totalmente online acontece até sexta-feira (14)

 

O momento de crise vivenciado pelos empreendedores do país exige muito ‘jogo de cintura’ diante dos desafios e das incertezas trazidas pela pandemia da Covid-19. Por isso, a abertura da 12ª Semana do MEI, iniciada nesta segunda-feira (10), começou o dia com uma série de oficinas online para inspirar e despertar a força que existe dentro dos empresários. Logo na abertura do evento, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou a capacidade empreendedora dos brasileiros.

 

Segundo ele, os 12 milhões de microempreendedores individuais (MEI) existentes no país formam uma nação que acredita no sonho do empreendedorismo. “Para o Sebrae, que vai completar 50 anos, os MEI são como nosso filho querido que, ao longo dos anos, tem apresentado resultados muito positivos para o Brasil”, declarou. Na visão de Melles, a criação da figura do microempreendedor individual foi emblemática para o país: “O MEI é uma espécie de alforria para o brasileiro que deseja ter seu próprio negócio, diante da escassez da carteira assinada”, analisou.

 

O secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, também participou da abertura da Semana do MEI. Segundo ele, somente em 2020 foram mais de 2 milhões de novos MEI criados no país. “Eu parabenizo você que se reinventou, se formalizou e conseguiu vencer as dificuldades de um ambiente tão complicado nesta pandemia. O microempreendedor individual tem sido uma das nossas principais bandeiras”, ressaltou.

 

Inspire, Respire e Não Pire

A primeira oficina online apresentada na Semana do MEI destacou a importância da inteligência emocional aplicada aos negócios. O consultor do Sebrae Minas Gerais, Thiago Morais, explicou como os empreendedores podem desenvolver a capacidade de lidar com as próprias emoções para enfrentar os desafios de gerir um negócio. “Lidar com situações adversas, ter segurança, agir de forma positiva, menos estressante e barrar impulsos que são muito naturais requer equilíbrio e controle emocional, principalmente em um momento como este que é estressante, novo e que não sabíamos como agir”, disse.

 

O consultor também destacou as características de uma pessoa com inteligência emocional. Segundo ele, além de autoconsciência e automotivação, é preciso saber reconhecer as emoções dos outros e saber interagir na hora de negociar, seja com clientes, parceiros ou fornecedores. “Aprender a responder a estímulos de maneira consciente e saber o que está sentindo é vital para o sucesso dos negócios”, ressaltou.

 

Durante a manhã, os participantes da Semana do MEI também tiveram a oportunidade de aprender sobre o equilíbrio emocional com foco em resultados, com a psicóloga e especialista, Micheline Garcia. Já a gestora do Sebrae Delas MG, Jaqueline Lima, discutiu o empreendedorismo feminino e como as mudanças na sociedade impactam a vida da mulher empreendedora. A programação desta tarde inclui ainda palestras para motivar os MEI com temas que envolvem resiliência, criatividade, atitudes positivas e oportunidades.

 

 

CONHEÇA AS FRANQUIAS DE GINÁSTICA CEREBRAL

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

Encontre a melhor franquia para você

-->