Como resolver os cinco maiores desafios da capacitação de franqueados?

DOT Digital Group mostra que educação digital ágil e imersiva é capaz de solucionar os principais problemas das franquias e proteger a reputação das marcas

Franquia

Presente em diversos mercados, com diferentes públicos-alvos, opções de serviços e produtos, o setor de franquias é um dos principais responsáveis pela criação de empregos no Brasil. De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o número de empregos diretos gerados pelo setor totalizou 1,45 milhão apenas no segundo trimestre de 2022.

 

O modelo de negócio das franquias permite que uma empresa, a franqueadora, autorize um terceiro, o franqueado, a utilizar sua marca e infraestrutura, além de permitir a venda de seus produtos e serviços. Porém, ao optar por esse formado, a franqueadora encontra muitos desafios, como garantir que o franqueado ofereça tudo no mesmo padrão de qualidade, siga as mensagens-chave, mantenha o modelo administrativo e contribua para a manutenção da boa reputação da marca no mercado. Processos bem definidos resolvem parte da questão, mas o principal depende mesmo das pessoas – e isso inclui o franqueado e seus colaboradores –, ou melhor, do preparo dessas pessoas. 

 

Para auxiliar as franqueadoras, o DOT Digital Group, edtech líder nacional no mercado de educação corporativa digital, listou os cinco maiores desafios na capacitação de franqueados e potenciais soluções:

 

  1. Reproduzir o padrão do negócio: A identidade do modelo de negócio de franquia está justamente na capacidade do franqueador reproduzir e manter a padronização dos processos, mantendo a qualidade. Para isso, é preciso motivar o franqueado a aprender sempre.

    Com a tecnologia, o aluno tem autonomia para determinar o próprio ritmo de aprendizado ou desenhar trilhas determinadas por objetivos específicos. O processo de educação pode ser desenvolvido em diversas plataformas e formatos: pelo celular, por desktop, por texto, vídeo, áudio, realidade aumentada, com ou sem estímulos de jogos e outros.

    Estratégias como microlearning (reforço de conceitos e regras em pequenas porções diárias) e blended learning (aprendizagem híbrida, com um mix de presencial e digital) permitem aplicar testes e avaliar níveis de treinamento ao mesmo tempo em que reforçam conceitos.
  2. Fornecer suporte aos franqueados da marca: Uma das obrigações do franqueador é oferecer suporte ao franqueado e, conforme o número de unidades da franquia aumenta, essa tarefa se torna mais desafiadora. 

    Com o social learning (processo de aprendizagem via compartilhamento de conhecimento e experiências em uma rede de contatos), por exemplo, colaboradores de diferentes franquias espalhadas pelo país ou mundo afora podem trocar informações em tempo real. Com ferramentas de comunicação e incentivo, é possível criar uma cultura de trocas em ambientes sociais bastante valiosa.
  3. Educar o franqueado sobre o mercado e seus concorrentes da marca: Depois de construir uma marca, estruturar um modelo de negócio replicável e rentável e transferir todo esse know-how de maneira eficiente, é preciso seguir de olho no mercado, explorando as possibilidades de crescimento e conhecendo de perto seus concorrentes.

    As plataformas de aprendizagem e ambientes de cursos online são ótimas ferramentas para ajudar a escalar as informações. Ajustes de rota, inovações, novos formatos de vendas e outras informações podem ser replicados de maneira clara e objetiva em todas as lojas rapidamente.
  4. Auditar, de maneira objetiva, o sucesso da replicação do jeito de ser e fazer franquia: Com a constante transformação digital e social é preciso acompanhar o ritmo dos consumidores que, frequentemente, alteram suas necessidades e demandas. 

    Para solucionar o problema, é importante investir em uma auditoria com análise e interpretação de dados que viabilizem a constante detecção de aspectos bem-sucedidos ou fracassados para aprender, praticar e replicar o know-how da marca. O DOT, por exemplo, conta com uma plataforma de suporte à oferta e soluções educacionais que rastreia os percursos do usuário nos treinamentos e uma equipe de inteligência que analisa esses dados.
  5. Criar um ambiente envolvente de aprendizado acelerado: “As franquias enfrentam um cenário de mudanças demográficas, como a presença dos Millennials,  e das Gerações Y e Z, não apenas como consumidores, mas também como colaboradores”, conta o fundador e CEO do DOT, Luiz Alberto Ferla.

    Para treinar esse público, que se distrai facilmente e é orientado pelo senso de propósito, as franqueadoras precisam contar com abordagens de educação digital envolventes, ágeis e imersivas, entre elas o Immersive Learning, que coloca o aprendiz no centro da experiência, tornando-o protagonista do processo de aprendizagem. “Podemos desenvolver jogos com informações específicas e fundamentais para o sucesso da marca, facilitando a compreensão de atividades do dia a dia, intensificando a capacitação profissional de maneira simples, divertida e com um bom feedback atrelado”, finaliza o executivo.

 

Sobre o DOT Digital Group

Fundada em 1996, bem antes do famoso estouro da bolha pontocom, o DOT Digital Group nasceu com a missão de levar a educação em escala para as pessoas, utilizando os meios digitais online. Pioneira, a empresa apostou na internet como principal canal de educação a distância, algo bem pouco óbvio à época. Hoje, o DOT apoia mais de 200 das maiores empresas do País, como Bayer, GPA, Safra, Faber Castell, Ebanx e Amaggi, que desejam realizar o treinamento e capacitação de seus colaboradores em alta escala e de maneira contínua (lifelong learning). Atualmente, o DOT Digital Group emprega mais de 450 funcionários. Sua política de gestão de pessoas foi reconhecida com diversos prêmios.

 

grupo do whatsapp sua franquia

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: franquias por segmentos e ramos

Confira mais artigos em: gurus do franchising

 

Encontre a melhor franquia para você