Histórias de empreendedorismo

Histórias de empreendedorismo

- Carla Jasmine e Olga Radionova, da Bela Russa (1ª rede de franquias de estúdios especializados no método russo original de cuidados com as unhas)

Quando a russa Olga Radionova resolveu se mudar do Cazaquistão para o Brasil, não imaginava que deixaria de lado a vida de contadora para empreender. Ao chegar a São Paulo e procurar um local para fazer as unhas, porém, se deparou com uma oportunidade: não encontrou na cidade nenhum salão ou profissional que trabalhasse com o método russo original de cuidados com as unhas. Resolveu, então, se profissionalizar, adquiriu os equipamentos necessários e algum tempo depois abriu a RNSA School junto com seu marido, Cassio Pantoja. O objetivo era ensinar o método às manicures brasileiras. Pouco tempo depois, conheceu a economista Carla Jasmine, que tinha o hábito de roer as unhas e já havia tentado de tudo – de blindagem a alongamento – para ver suas unhas crescerem. Depois de conhecer o método, Jasmine, que já buscava um negócio para investir na área de beleza, resolveu levar sua experiência a outras brasileiras que, frustradas com as técnicas limitadas do mercado nacional, buscam serviços capazes de recuperar, cuidar e valorizar suas unhas naturais. Carla Jasmini contratou a RNSA School para realizar uma consultoria para a criação de um autêntico estúdio russo em Goiânia (GO). Foram necessários apenas 3 meses para o sucesso da Bela Russa acontecer. A inauguração bem-sucedida chamou a atenção da RNSA School, que então adquiriu a marca Bela Russa. Essa união deu origem ao Grupo RNSA, que hoje é formado por três empresas: a RNSA Franchising, franqueadora especializada em estúdios russos de cuidados com as unhas; a RNSA School, focada em capacitar manicures no método russo original; e a RNSA Hunter, empresa especializada no recrutamento e seleção de candidatas com alto potencial para atuar nos estúdios Bela Russa, atualmente composta por 5 franquias, entre abertas e contratadas, localizadas no Centro-Oeste do país.

 

 - Nelson, José Renato e Luis Otávio Colaferro, da Blue Sol Energia Solar (empresa pioneira e referência no setor de energia solar fotovoltaica com mais de 300 franquias em operação no Brasil)

Foi em 2009 que Nelson Colaferro começou a prestar atenção no setor de energia. Ele tinha um negócio bem-sucedido no segmento automotivo, mas buscava outra área para empregar seus esforços como empreendedor. Naquela época, ainda se falava pouco, no Brasil, a respeito da geração de energia limpa. Porém, os apagões ocorridos em 2001, 2002 e em 2009, bem como outros entre 2011 e 2014, assim como os sucessivos reajustes nas tarifas de energia e as discussões sobre a questão ambiental abriram espaço para a discussão sobre outras formas de gerar e consumir energia no país. A geração de energia no ponto de consumo já caminhava a passos largos nos Estados Unidos e em países da Europa, então, Colaferro resolveu pesquisar o mercado e as tendências para o futuro. Seus filhos, José Renato e Luis Otávio embarcaram nos estudos. Os três foram viajaram para conhecer as principais tendências do setor e ver o andamento do mercado no exterior. Voltaram ao Brasil com a certeza de que a mesma evolução aconteceria por aqui e resolveram investir no negócio. Fundaram, então, a Blue Sol Energia Solar e começaram a trabalhar na criação de cultura, nas formas de transpor a barreira dos preços de equipamentos e da tecnologia, além de criar um mercado no Brasil. No início, a empresa fazia a importação, distribuição e revenda de equipamentos para sistemas fotovoltaicos. No entanto, observando o mercado, os sócios entenderam que poderiam contribuir com muito mais para o desenvolvimento do setor no Brasil. Foi então que, em 2011, passaram a oferecer cursos para capacitação de empreendedores e de mão de obra. Hoje, com 13 anos de atividades e pioneirismo, a Blue Sol expande pelo sistema de franquias, já tem mais de 300 unidades franqueadas em operação e a meta de fechar 2022 com 500 operações. Além disso, a empresa já capacitou mais de 20 mil profissionais e contabiliza mais de 8 mil sistemas fotovoltaicos comercializados e conectados à rede.

 

- Rodrigo Arjonas e Luciano Oberle, do Busger (rede de hamburguerias que tem as cozinhas a bordo de ônibus antigos e combina o melhor da experiência da comida de rua com o conforto das lanchonetes tradicionais)

Muitos negócios bem-sucedidos nascem a partir de belas ideias. Sociedades de sucesso surgem, muitas vezes, de amizades sólidas. É justamente o caso de Rodrigo Arjonas (economista e produtor musical) e de Luciano Oberle (contador), que resolveram unir competências e colocar um negócio conjunto para funcionar. Em julho de 2014, entre pesquisas e ideias, depararam-se com um ônibus antigo, um clássico ônibus escolar americano de 1987, totalmente original. Resolveram comprá-lo. Investiram R$ 50 mil na máquina com 12,5 metros de comprimento e então finalmente surgiu a ideia de negócio. Em 2014 foi concebida a ideia do Busger, uma hamburgueria que ocuparia o gap que existia entre os food trucks e as lanchonetes tradicionais, com cardápio composto apenas por produtos de qualidade, conforto para os clientes usufruírem de uma experiência diferente e um ambiente que fosse ao mesmo tempo moderno e acolhedor. Com o projeto criado, os sócios fizeram uma bela reforma no ônibus para deixá-lo com a cara do conceito planejado. Desenvolveram as receitas dos lanches, dos acompanhamentos, das sobremesas, entre outros itens, tudo com o apoio de nutricionistas. Na sequência, desenharam ideias de parcerias com empresas de bebidas e, então, partiram, em junho de 2015, para o teste do negócio em eventos. A estreia aconteceu em um evento no interior de São Paulo e a aceitação foi incrível. Depois de mais alguns eventos, resolveram implantar uma unidade em São Paulo. A partir de então, começou uma busca natural pelo negócio, que hoje tem 11 endereços. Os clientes chegam curiosos para ver o busão de perto, acabam provando os itens do cardápio, passam pela experiência e retornam mais vezes.

 

- Alessandro Pereira, Filliphe Camelo, Luis Yamanishi, do Mania de Churrasco ! (rede com mais de 90 endereços no Brasil reconhecida por servir cortes de carnes nobres temperados apenas com sal grosso e preparados em fogo forte, como manda a tradição do bom churrasco)

Colocar uma marca no mercado, especialmente no setor de alimentação, requer muita dedicação. Fazer dessa bandeira uma referência é uma tarefa árdua, que exige muito trabalho, atenção aos mínimos detalhes – que são extremamente importantes – e a convicção de que é preciso se reinventar diariamente para conquistar a sonhada meta. Essa é a descrição perfeita de três empreendedores com perfis e competências altamente complementares: Alessandro Pereira, Filliphe Camelo e Luis Yamanishi, que se uniram e criaram, em 2001, o Mania de Churrasco!. O primeiro restaurante foi instalado no Shopping Ibirapuera, centro de compras tradicional e bem-posicionado, localizado na zona sul de São Paulo, sob o modelo de buffet. O restaurante tinha como conceito principal levar comida caseira e churrasco de qualidade para o corre-corre da praça de alimentação. O negócio deu tão certo que de lá para cá já são 7 restaurantes com o conceito Buffet Express em atividade. Além do Shopping Ibirapuera, receberam a novidade: Shopping Eldorado (SP), Shopping Tamboré (Barueri/SP), Shopping Brisamar (São Vicente/SP), Shopping Praiamar (Santos/SP), Shopping Vila Olímpia (SP) e Shopping SP Market. Todas as unidades com o conceito Buffet Express são próprias, contam com chef de cozinha e sistema self service, em que o cliente pode se servir escolhendo mais de oito tipos de saladas e diversas opções de pratos quentes, finalizando o buffet com os mais suculentos e saborosos churrascos, feitos apenas com cortes de carnes nobres, temperados apenas com sal grosso e preparados em fogo alto. Além disso, as unidades oferecem rodízio de pizzas após às 18h e realizam uma série de ações promocionais a fim de realizar Happy Hours animados. Em 2012, depois de muito aprendizado, persistência, diversos estudos e pesquisas, o trio começou a pensar em um novo modelo de negócio, que pudesse ser replicado de maneira consistente. Aprofundou-se, nessa época, o conceito de “steak house” e, então, nasceu o Mania de Churrasco ! PRIME STEAK & BURGER, concebido dentro do franchising. O conceito se revelou um sucesso. A rede tem mais de 90 unidades em operação nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal. A marca deve finalizar 2022 com mais de 100 operações.

 

- Faisal Ismail e Alessandro Schwertner, da Odontolatina (rede de franquias de clínicas odontológicas)

Família de origem libanesa tem vocação e aptidão para o comércio. É assim com boa parte dos imigrantes que vieram para o Brasil e se estabeleceram exercendo a atividade comercial. Não foi diferente para os pais de Faisal Ismail, que hoje é sócio e presidente da Odontolatina, rede de franquias há mais de 20 anos no mercado. De acordo com Ismail, suas lembranças da infância têm relação com a loja do pai e o balcão onde toda família trabalhava no atendimento aos clientes. Desde pequeno, ele acompanhava o dia a dia do comércio e, por conta disso, aprendeu a dar valor ao dinheiro. Porém, ele sabia, também desde a mais tenra idade, que não faria sua vida adulta no balcão. Ele desejava trabalhar na área da saúde, mais precisamente na Odontologia. Passados os anos, Ismail finalmente ingressou na faculdade para fazer o curso desejado. Para conseguir concluir sua formação, colocou em prática todo o seu conhecimento de vendas. Foi vendedor de livros e, em determinado momento da graduação, também fazia trabalhos “por encomenda” para turmas de outros cursos. Finalmente, em 1998, já graduado, uniu-se a um amigo da faculdade – seu sócio até hoje, Alessandro Schwertner - para abrir o primeiro consultório. Ambos seguiram estudando para formatar um modelo de negócios diferente do que já havia no mercado tradicionalmente. Isso, porque nessa época eles perceberam que vinham acontecendo alguns movimentos diferentes no setor como, por exemplo, a ascensão do número de planos odontológicos, as mudanças da legislação vigente para fortalecer este caminho no Brasil, o grande número de dentistas no país, etc. No ano seguinte, Ismail fez uma viagem ao exterior e conheceu o modelo de trabalho dos profissionais norte-americanos e canadenses, que praticam o multiatendimento com especialidades. Com esta dinâmica, há otimização de espaço e tempo sem perder a qualidade. Com o modelo de atendimento e de negócio na cabeça, chegou a hora de buscar a melhor empresa do setor de formatação de franquias e os melhores profissionais para auxiliar na organização e montagem de todos os processos que uma franqueadora deve ter a fim de replicar o know how aos futuros franqueados. Assim, em 1998, em Foz do Iguaçu, cidade localizada no interior do estado do Paraná, nasceu a Odontolatina, que hoje contabiliza 42 unidades em operação no Brasil e no Paraguai. A meta, segundo Ismail, é chegar a 300 clínicas até o final de 2024.

 

- Mauricio Frizzarin, da Qyon Tecnologia (empresa especializada no desenvolvimento de softwares para gestão de negócios com aplicação de Inteligência Artificial)

Criar uma empresa ainda na adolescência é tarefa para poucos. Desbravar um novo mercado, desenvolver uma nova tecnologia e ser bem-sucedido torna esse grupo ainda mais seleto. Se o adolescente tiver apenas 17 anos e o software tiver sido desenvolvido na década de 1990, a história fica ainda mais interessante, uma vez que, nessa época, o Brasil vivia em uma era jurássica em termos de desenvolvimento tecnológico. Essa é a história de Mauricio Frizzarin. O país ainda contava com uma reserva de mercado a computadores, quando, com apenas 17 anos, na década de 1990, ele criou um software dedicado à gestão de folha de pagamentos e lançamento de tributos, que transformou a rotina dos contadores e das pequenas e médias empresas. Apesar da pouca idade, o profissional já tinha uma qualidade bem desenvolvida: a de ouvir sobre as dificuldades enfrentadas em um determinado negócio, assimilar as informações e desenvolver soluções. Ainda sem saber, Frizzarin foi um dos primeiros a ofertar SaaS por aqui. A empresa, nascida na cidade de Americana (SP), ficou conhecida no mercado como Folhamatic. Em 2013, 75% da companhia foi vendida por um valuation de quase US$ 300 milhões para a Sage Software. Frizzarin permaneceu como sócio da Sage, no Brasil, por mais dois anos. Depois disso, o empreendedor resolveu se dedicar ao próprio aperfeiçoamento. Começou a estudar na Harvard Business School, cursou Executive Education em Inteligência Artificial na University of Califórnia e em Fintech na Harvard University. Toda a dedicação voltada a aquisição de conhecimento resultou na fundação de uma nova empresa, a Qyon Tecnologia, que nasce, no início de 2020, especializada no desenvolvimento de softwares para gestão empresarial com inteligência artificial. Frizzarin voltar a ter como público-alvo os escritórios de contabilidade e amplia o leque para as pequenas e médias empresas clientes dessas companhias do segmento contábil. A Qyon entrega, a esses dois públicos, um sistema de gestão voltado ao controle de ponto, segurança no trabalho e obrigações fiscais, com tecnologia embarcada de Inteligência Artificial e Big Data, além de integração com meios de pagamento, caso do Qyon Bank, que facilita a gestão de contas a pagar e receber sem a necessidade de sair do sistema para acessar o home banking. Além disso, a Qyon também expande por meio do sistema de franquias. Já são 55 franquias em operação e a meta de fechar o ano com 100 unidades em atividade em todo o Brasil.

 

grupo do whatsapp sua franquia

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: franquias por segmentos e ramos

Confira mais artigos em: gurus do franchising

 

Encontre a melhor franquia para você