24% dos jovens das classes A, B e C já são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro

24% dos jovens das classes A, B e C já são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro

Os doramas (produções coreanas) tornou-se fenômeno de audiência mundial nas principais plataformas de streaming. Um dos títulos que chama atenção, é “Start-Up” – Apostando Alto, que faz parte da lista de minisséries da Netflix e conta a história de jovens que estão começando a empreender e competem no implacável mundo da alta tecnologia coreana. Felizmente, esse desejo do jovem empreendedor não está apenas nos países asiáticos, aqui no Brasil não se trata de uma obra de ficção, mas de uma realidade latente.

 

Independência financeira são os desejos de uma parcela significativa dos jovens brasileiros. Uma pesquisa realizada pelo jornal “O Globo” mostrou que 24% dos jovens com até 30 anos já são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro. Os principais pontos levantados pela pesquisa foram:

 

  •  67% querem ter um negócio para se tornar independentes financeiramente;
  •  39% para ter mais autonomia e não ter chefe;
  •  33% ter tempo mais flexível; 
  •  31% querem oferecer um produto/serviço inovador no mercado.

 

O CEO e Mentor André Minucci, da empresa Minucci RP avalia que os jovens são os mais castigados quando a economia se mostra fragilizada, e levantamentos como esses são apêndices importantes que ajudam a entender a necessidade desse grupo buscar uma atividade própria. “Em momentos de crise o jovem passa por dificuldade porque a inserção dele no mercado de trabalho fica difícil”, afirma Minucci”. Como as vagas de trabalho se tornam mais escassas, o jovem acaba perdendo justamente para aquele profissional mais qualificado.

 

Porta de saída

 

A pandemia tornou-se palco de um cenário que fez com que os desempregados procurassem alguma forma de sobrevivência, os jovens, por exemplo, decidiram ser os próprios patrões, ou seja, buscaram se tornar pequenos empreendedores e também empreendedor individual. 

Para o jovem dar os primeiros passos, vale ressaltar algumas dicas pontuadas pelo especialista: 

 

1) Persistência:

Nos mantém motivados. É a persistência que faz com que aprendamos o que funciona e o que não funciona, e nos permite buscar sempre melhorar.

 

2) Criatividade:

Expanda seus conhecimentos e deixe-se surpreender, aproveitando os livros, revistas, blogs, assim, você poderá conhecer e entender a experiência de pessoas de diferentes mercados e áreas.

 

3) Mentoria:

É a competência de receber conselhos e aprender com quem tem mais experiência, para tomar decisões com mais segurança. Nada melhor que um mentor que esteve onde você está e chegou onde você ainda quer chegar.

 

4) Contatos:

Faça networking. Além de ser uma ótima ferramenta para os empreendedores, é importante manter contatos com as pessoas. 

 

5) Confie em você

Identifique seus pontos fortes. Explore e invista naquilo em que você é bom. Muitos não querem empreender porque falta de dinheiro, clientes, contatos ou até mesmo experiência. Não seja um deles: lembre-se de conseguir o que falta a partir do que você já tem.


 

Para mais informações acesse o site: minuccirp.com.br. Confira nossas redes sociais: Facebook e Instagram: @minuccirp e @andreminucci

 

grupo do whatsapp sua franquia

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: franquias por segmentos e ramos

Confira mais artigos em: gurus do franchising

 

Encontre a melhor franquia para você