Nasce a primeira franquia de gestão legal da América Latina

A Selem & Bertozzi Consultoria, especializada na gestão de escritórios de advocacia e em marketing jurídico, está se transformando em franquia. Trata-se do primeiro caso, na América Latina.

A empresa atua no desenvolvimento de planos estratégicos, posicionamento de marca, gestão administrativa e de pessoal, além de planejamento de marketing jurídico e relacionamento de clientes dos escritórios de advocacia de todo o país. O investimento inicial para abrir uma franquia da Selem & Bertozzi Consultoria é de R$ 25 mil à R$ 60 mil. A meta é abrir, em curto prazo 10 unidades e, até 2018, alcançar 45 franquias em todo o país.

A franquia jurídica também já nasce com planos de internacionalização. A meta é crescer na América Latina e na África, em países como Moçambique e Angola. “São países onde o empreendedorismo jurídico está menos avançado do que o Brasil, e existe uma demanda para o serviço por nós prestado”, afirma Lara Selem, que juntamente com o sócio Rodrigo Bertozzi são pioneiros na gestão de escritórios de advocacia e em marketing jurídico no Brasil.

O crescimento do mercado advocatício foi o que motivou a consultoria a optar pelo franchising. “Estamos diante de uma evolução do segmento, com a inevitável explosão do número de advogados, escritórios, departamentos e profissionais ligados à gestão das bancas. Esse mercado congestionado favorece a criação da franquia, uma vez que ela pode ser a chave para a profissionalização do advogado e do escritório, de modo a diferenciá-los da concorrência crescente”, explica Lara.

Números do setor

De acordo com a OAB, há 835 mil advogados atuando no Brasil. “E a previsão é de que, em 2018, esse número ultrapasse um milhão de profissionais, formados pelas 1.120 faculdades de Direito ativas hoje no Brasil”, analisa Rodrigo Bertozzi.

“Este número é maior que a soma das faculdades de Direito somadas dos EUA, China, Alemanha, Itália e França. Isso faz com que o tipo de franquia que estamos lançando nasça já com um grande número de potenciais clientes”, diz Bertozzi.

O consultor aposta que as demandas pouco exploradas na gestão de tribunais, a necessidade de atendimento regional e a alta especialidade por si só justifica o modelo adotado de franquia para a expansão da empresa. “Não queremos apenas franqueados, buscamos líderes que nos apoiem a construir uma empresa moderna e com foco na qualidade dos serviços. A busca é pela união de talentos em diferentes lugares”, complementa.

Outras oportunidades: Franquias de Negócios e Serviços

Encontre a melhor franquia para você

-->