Início / Notícias / Franquias / Franchising brasileiro faturou R$ 211 bilhões em 2022, segundo balanço da ABF

Franchising brasileiro faturou R$ 211 bilhões em 2022, segundo balanço da ABF

Balanço da entidade setorial aponta alta nominal de 14,3% no período, sendo que para 2023 o crescimento pode chegar a 12,5%

Franchising brasileiro faturou R$ 211 bilhões em 2022, segundo balanço da ABF

Compartilhe:   

Balanço divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) apontou que o setor de franquias superou o momento de crise e fechou o ano com o faturamento superior a R$ 211 bilhões, o que representa alta de 14,3% na comparação com o resultado de 2021, quando o setor faturou mais de R$ 185 bilhões. Quando descontada a inflação, ou seja, crescimento real, a alta do setor foi de 8% no período computado.

"O franchising como indústria rompeu a casa de faturamento de R$210 bilhões pela primeira vez. Ao longo do ano, nós já assistíamos um movimento forte de recuperação do setor”, disse Tom Moreira Leite, presidente da ABF, durante a coletiva de imprensa de divulgação dos dados do setor.

No quarto trimestre de 2022 o resultado do setor de franquias manteve a trajetória de crescimento, tendo no período faturado R$ 63.8 bilhões, sendo o melhor resultado para o quarto trimestre dos últimos três anos.

O presidente da ABF, eleito recentemente para o biênio 2023/2024, disse ainda que o setor de franquias tem tudo para continuar crescendo e se profissionalizando ao longo de 2023. “Para 2023 a projeção é de alta no faturamento de 9,5 a 12%, de 4% no número de redes e de 10% em novas unidades”.

Segmentos que se destacaram no faturamento em 2022 

Hotelaria e turismo com atra de 24,5%, saúde, beleza e bem-estar com 21,3% de crescimento e alimentação food service que cresceu 21,5% seu faturamento em 2022 quando comparada com o mesmo período de 2021. 

Dos 11 segmentos listados pela ABF, todos tiveram crescimento expressivo e o presidente da entidade evidenciou o desempenho do setor de Casa e Construção, tendo ampliado a participação no setor tanto com número de unidades, quanto e em faturamento. "É crescimento em cima de crescimento para o setor de Casa e Construção", enfatiza Leite. 

Na opinião do CEO da consultoria Praxis Business, Adir Ribeiro, convidado para participar da coletiva, o setor de turismo tem se consolidado pelo retorno à normalidade após a pandemia, assim como pelo turismo de negócio. “Em hotelaria e turismo, o turismo corporativo voltou e voltou forte. Quem vive em aeroporto percebe isso nitidamente”, disse o empresário.

Quando demonstradas em ranking, os segmentos seguiram a seguinte ordem de crescimento em faturamento em 2022:

  • Alimentação - R$ 12.098
  • Food Service - R$ 39.821
  • Casa e Construção - R$ 15.932
  • Comunicação, informática e eletrônicos - R$ 6.752
  • Entretenimento e lazer - R$ 2.472
  • Hotelaria e turismo - R$ 9.885
  • Limpeza e Conservação - R$ 1.694
  • Moda - R$ 23.629
  • Saúde, beleza e bem-estar - R$ 47.362
  • Serviços automotivos - R$ 6.837
  • Serviços e outros negócios - R$ 32.015
  • Serviços educacionais - R$ 12.991 

Somadas, totalizaram os R$ 211.488 bilhões. 

Marcos importantes do franchising

O setor de franquias no Brasil, como os dados comprovam, se mostrou rápido na recuperação pós-pandemia e atingiu outros marcos importantes, sendo eles: superou a marca de 3 mil marcas atuando no setor (chegou a 184.354 unidades franqueadas (alta de 7,8% na comparação com 2021), e empregou mais de 1,5 milhão de pessoas. Cada unidade franqueada gera, em média, 9 empregos diretos no pais, indicado a ABF.

Quer empreender no segmento de franquias. Encontre opções por valor de investimento clicando aqui

Por Flávia Milhassi Denone 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?