Confeitarias e chocolaterias estão mais preparadas para a Páscoa deste ano

Especialista do Sebrae dá dicas de como driblar os obstáculos da pandemia e fazer bons negócios no período mais importante para as vendas do setor


Além da concorrência com a sedutora indústria de chocolates e grandes redes varejistas, no ano passado, micro e pequenos empreendedores precisaram se adaptar a um ingrediente inesperado e bastante amargo. A pandemia chegou exatamente no período do planejamento para a Páscoa, a data anual do varejo mais importante para o setor. Apesar do susto inicial, confeitarias e chocolaterias conseguiram se preparar rapidamente e adaptar-se ao novo cenário. Mayra Viana, analista de competitividade do Sebrae no setor de alimentação, conta que um movimento inicial de adiamento logo se transformou num outro, de “#vaiterpascoasim”. Em 2021, a previsão é de que a situação não será diferente.


A mobilização rápida do ano que passou teve apoio do Up Digital, um produto piloto lançado pelo Sebrae como preparação para a Páscoa, que ganhou corpo e hoje está disponível em boa parte do Brasil. O objetivo é ajudar esses empreendedores no processo de exposição de suas marcas nos meios digitais, ensinando a criação de contas comerciais no Instagram e como usar o WhatsApp Businness, por exemplo.
Os frutos do Up Digital vêm sendo colhidos e o projeto contribuiu para as boas expectativas da Páscoa 2021. Juliane Ishimaru foi uma das participantes no ano passado e, há três semanas, inaugurou em Sergipe sua loja física. A idealizadora da Ju Gourmet é estudante de psicologia e, como seu trabalho de produção e distribuição de brownies começou a dar muito certo, precisou sair do emprego em uma empresa de tecnologia. Ela viu, entretanto, sua atividade ser prejudicada pela chegada da pandemia, já que visitas a parceiros e degustações se tornaram um risco.


“Eu precisava focar na venda direta e me vincular ao delivery. Além do manuseio das ferramentas disponíveis, com o UP Digital eu fui orientada em vários aspectos, como quem é o meu cliente e como chegar a ele, sem falar na troca de experiência com outros empreendedores. Foi uma contribuição muito produtiva e que mudou os rumos da Ju Gourmet, possibilitando a realização do sonho da versão física da minha confeitaria”, diz.


Com o lema “felicidade em cada pedaço”, Juliane está otimista e norteia seu trabalho à frente da Ju Gourmet com cuidado e afeto. Para essa Páscoa, ela aposta em produtos menores e arrumadinhos, como ela mesma diz. Vai abusar do chocolate, tecidos, laçarotes e recadinhos. “Acredito que este ano será melhor, me sinto mais preparada. Costumo dizer que confeitaria é para aproximar, levar amor de uma pessoa para a outra. Queremos que o cliente esteja próximo de quem ele ama, mesmo fisicamente distante”.


Páscoa de bons negócios em 2021

Com a expectativa de crescimento entre 10% e 15% em comparação com o ano passado divulgada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), indústria e grandes varejistas estão otimistas. Já para micro e pequenos empreendedores, Mayra acredita que o setor está mais preparado esse ano. Os empresários sabem o que funciona e o que não funciona para conseguir vender, comenta. Mas a analista aposta em faturamento semelhante ao do último ano, por conta da fatia de mercado abocanhada por players de maior porte. De qualquer forma, Mayra ressalta que alguns cuidados podem fazer a diferença no resultado individual do empreendedor.

 

Confira as dicas para quem quer escalonar melhor as vendas e garantir bons negócios:

 

1 – Estimule as vendas antecipadas: envie cardápios e lembre o consumidor para evitar a correria dos últimos dias. Ainda que a entrega ocorra nesse período, estar preparado garante a tranquilidade da produção e evita gastos desnecessários;

 

2 – Faça uma boa exposição da sua marca na internet, meio pelo qual as pessoas mais se baseiam para encontrar serviços, inclusive em outras cidades, diante da realidade atual de distanciamento social;

 

3 – Organize seu estoque: produtos estocados em excesso podem representar prejuízo e o contrário talvez exija compras de última hora com preços mais altos;

 

4 – Cadastre com antecedência sua marca em plataformas de entrega, o que costuma levar alguns dias até a aprovação. Os aplicativos de delivery evoluíram em relação ao ano passado e disponibilizam mais segmentações, facilitando o posicionamento de confeitarias nesses ambientes;

 

5 – Estabeleça parcerias com pequenos comércios, tanto para a disponibilidade de seus cardápios nesses pontos quanto a venda propriamente dita de seus produtos;

 

6 – Garanta e transmita segurança. Além do uso de máscaras e de todo protocolo de higiene a ser seguido, o cuidado com os produtos deve ser perceptível desde a produção até a entrega.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

Encontre a melhor franquia para você