Segmentos de franquias em alta para investir em 2019

A escolha do setor para empreender é um fator essencial para o sucesso

O ano está só começando e ainda dá tempo de montar o seu próprio negócio. No mercado de franchising, a escolha de um mercado aquecido e em expansão é crucial para obter êxito nos investimentos. São onze opções de segmentos para empreender e diminuir os riscos de fracasso nessa empreitada.

Alguns setores se mostram mais estáveis do que outros devido a uma série de fatores: demanda, investimento, tipo de produto ou serviço entre outros. Quando há maior demanda, há mais consumo e logo, mais lucro.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF), divulgou em janeiro o balanço de 2018 do mercado brasileiro de franquias. No ranking como uma das mais lucrativas, as redes de Alimentação faturaram cerca de R$11, 616 bilhões no segundo trimestre de 2018, o que representa um crescimento de 6,7% em relação ao mesmo período em 2017.

"O sistema de franchising é o último segmento a entrar na crise e o primeiro a sair. Esse ano, o aquecimento da economia e as grandes expectativas de um governo mais correto têm alimentado os investimentos externos e criado uma motivação para os empreendedores no Brasil", explica o CEO da Megamatte, Julio Monteiro. "Com isso, o franchising continua sendo uma forma diferenciada para quem está começando a vida como empresário. O setor está com uma boa expectativa de crescimento para 2019, entre 8 a 10% de alta do faturamento, resultado superior a 2018, que contabilizou 7%".

O setor de Moda também apresentou expansão no ano passado. O mercado cresceu 1,5% no mesmo período estudado faturando R$5,622 bilhões. A Piticas, rede de vestuário, além de levar um pedaço da fatia do bolo do segmento de moda tem o diferencial de outro nicho em alta: o universo geek.

"O mercado Geek vem movimentando mais de R$ 138 bilhões no mundo todo, com público apaixonado que acompanha e consome produtos segmentados vestindo a camisa de sua série ou super-herói favoritos", conta o sócio-fundador da marca, Felipe Rossetti. "É preciso ser fã para alcançar e emocionar outro fã. Quem pretende atuar nesse mercado precisa ter essa identificação para alcançar o sucesso na abertura de um negócio dentro do segmento. As franquias são alternativas interessantes no mercado geek e o diferencial de cada uma delas é o mix de produtos e ofertas disponíveis".

Com um mercado de trabalho cada vez mais exigente, a demanda pelo domínio de outros idiomas também afetaram positivamente o setor de educação. As franquias de serviços educacionais movimentaram R$3,071 bilhões em 2018 e apresentaram um aquecimento de 3,4%.

"A melhora econômica e a queda do câmbio também são responsáveis por esse crescimento. Temos uma projeção interessante nesse sentido. No caso da World Study, vemos uma projeção ainda melhor, até acima do mercado, porque temos várias unidades recém abertas, que crescem a taxas absurdas", aponta Thiago España, CEO da World Study.

Um dos grandes catalisadores para a expansão do mercado de educação foram as novas tecnologias. Modernizar o estudo e os métodos de ensino atraíram ainda mais alunos para as escolas, especialmente de idiomas.

 "O segmento de educação está entre os mais promissores de 2019. As escolas têm investido muito em educação a distância e também em ferramentas tecnológicas para se adequar a disponibilidade dos estudantes e ainda facilitar o aprendizado", afirma Clodoaldo Nascimento, presidente da YES! Idiomas.

"Na YES!, por exemplo, acabamos de lançar um novo aplicativo, que os alunos podem fazer matrícula e adquirir o material didático, sem a necessidade de ir a uma das unidades. Estamos muito otimista para 2019 com a abertura de 30 novas unidades em diferentes estados do país".

Já no setor de Serviços e Outros Negócios, a variação de 2017 para 2018 foi de 10,3%. O segmento foi o segundo que mais cresceu no ano passado, perdendo apenas para Lazer e Entretenimento. "Como os dados da ABF mostram o segmento de serviços foi destaque para o crescimento do setor de franquias. Acredito que este mercado teve que se adaptar para atender a nova realidade dos brasileiros. Na Laundromat investimos no formato de lojas self service", explica Nicolas Lopez, diretor da Laundromat, franquias de serviços de lavanderia.

Independente do setor escolhido, o franchising se mostrou um modelo de negócios lucrativo e fáceis de investir. Em 2018, o mercado alavancou 7% em relação a 2017.

Confira algumas oportunidades: Franquias por Segmentos e Ramos

Saiba mais: Como abrir uma franquia 

Fonte: Sua Franquia - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você