Controlar fluxo de caixa é essencial para a saúde de unidades franqueadas

Especialista de multinacional do Vale do Silício apresenta 5 pontos de atenção para ter sempre um fluxo de caixa adequado aos negócios

Na gestão de unidades franqueadas, assim como todos os negócios, o fluxo de caixa cumpre um papel essencial. “Tão importante quanto a própria ideia de empreender, o conhecimento das finanças e de cada detalhe do negócio é fundamental para aumentar suas chances de sucesso”, aponta Lars Leber, country manager da Intuit no Brasil.  A empresa é uma multinacional com sede no Vale do Silício (EUA) que oferece soluções para planejar e simplificar a vida financeira de pequenas empresas e pessoas que trabalham por conta própria.

Segundo o especialista, o fluxo de caixa nada mais é do que todas as entradas e saídas de dinheiro de um negócio, sendo que é a gestão eficiente do fluxo de caixa que garante a saúde financeira das empresas. Todo o processo de registrar os recebimentos e as contas a pagar resulta no saldo disponível. Por isso, é superimportante documentar todas as movimentações da empresa, mesmo que sejam valores pequenos.

“É irreal imaginar um cenário livre de deslizes, mas a gestão financeira existe exatamente para minimizar as incertezas. O hábito de fazer o controle diário do fluxo de caixa é o maior aliado que qualquer empresário pode ter. É a base e coluna de sustentação, para não deixar que nenhum pedaço de bloco que compõe sua empresa caia andares abaixo”, complementa Leber,

Para se ter uma ideia sobre a dimensão e importância deste assunto, um estudo divulgado pela Deloitte, em 2017, apontou que quando o assunto é gestão de risco, o fluxo de caixa foi citado por 90% dos 100 respondentes, entre executivos e profissionais, como o foco principal.

Veja a seguir 5 pontos de atenção, compartilhados por Lars Leber, para ter sempre fluxo de caixa adequado aos negócios:

  1. Tenha o fluxo de caixa em dia para ter uma visão geral e detalhada da saúde financeira atual da empresa, bem como estimar, com base em análises assertivas, os próximos passos e investimentos.
  2. Planejar onde colocar o dinheiro da empresa, organizar promoções para esvaziar um produto que estava parado no estoque e reduzir despesas são apenas alguns dos exemplos dos benefícios que essa gestão pode gerar.  
  3. Deixar dinheiro parado na conta bancária (sem render) também é perder a chance de aumentar o seu capital investindo esse montante para conseguir avançar alguns passos rumo aos seus objetivos.
  4. Além de acompanhar as finanças em momentos de economia otimista, o fluxo de caixa permite que o empresário não perca o controle das movimentações em tempos de crise econômica – como esta que o país vem atravessando nos últimos anos.
  5. Procure conhecer todas as despesas básicas do negócio como gastos de água, luz, telefone, internet e até mesmo aqueles centavos do caixinha. Quanto sua empresa lucrou no último ano fiscal e quanto teve de saldo final? A ideia é a mesma para todos os empresários: os números são o espelho do seu empreendimento.  

Confira algumas oportunidades: Franquias por Segmentos e Ramos

Saiba mais: Como abrir uma franquia 

Fonte: Sua Franquia - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você