Franquia de educação é predominantemente liderada por mulheres

Cerca de 96% das mulheres lideram as unidades do Kumon de norte a sul do país

De acordo com uma pesquisa recentemente realizada pelo Talenses e o Insper, apenas 13% das mulheres ocupam cargo de liderança no Brasil. Na contramão desta realidade, cerca de 96% das mulheres lideram a rede de franquias de educação Kumon, englobando unidades de norte a sul do país. 

De acordo com Julia Shiroiwa, gerente de expansão da marca, entre os motivos para elas optarem pelo modelo de franquia estão a realização pessoal e profissional. "Antes de escolher o negócio para atuação, as mulheres costumam fazer uma análise detalhada. Elas valorizam muito o atendimento da rede durante a fase de pesquisa e processo seletivo/treinamentos, as oportunidades para conhecer outros franqueados e buscam um negócio que, além do retorno financeiro, traga satisfação e realização profissional e pessoal", diz.

Julia acredita que a tendência é aumentar cada vez mais o número de mulheres que ocupam cargos de liderança no Brasil. “Este é um tema que está mais presente nos meios de comunicação, em discussões em eventos, nas redes sociais e dentro das empresas. No início deste ano, a Goldman Sachs anunciou que só irá fazer a coordenação de IPO de empresas que tenham diversidade no conselho administrativo. Essa decisão do banco americano passa a valer a partir de julho. Segundo David Solomon, presidente do banco, nos últimos quatro anos, a performance de empresas nos Estados Unidos que tinham mulheres no conselho foi consideravelmente melhor do que as que tinham apenas homens”, afirma.

Uma pesquisa da consultoria McKinsey concluiu que empresas que investem mais em diversidade de gênero tendem a ter resultados 15% acima da média dos concorrentes diretos. 

A contribuição para uma sociedade igualitária tem sido um dos principais motivos da importância de investir na liderança feminina em empresas. 

Indo contra a porcentagem negativa de mulheres em cargos de liderança no Brasil, Julia afirma que a rede de franquias Kumon sempre possuiu um posicionamento progressista “Trabalho há 29 anos no Kumon e desde que entrei esse processo me pareceu natural, ou seja, nós, mulheres, não tivemos que reivindicar posições de liderança dentro da empresa pois as oportunidades sempre foram iguais para todos, em todos os cargos.”

A marca possui o objetivo de se expandir para 140 unidades de norte a sul do país. “Seguiremos fortalecendo a marca Kumon, contribuindo para o desenvolvimento das regiões por meio da educação e oferecendo um modelo de negócio que, além de ter um propósito é lucrativo”, finaliza.

Encontre a melhor franquia para você: Franquias de Educação e Treinamento

 

 

Fonte: Sua Franquia - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você