Franquia de serviços ortopédicos oferece tratamento e conforto aos pés

A franquia de serviços e produtos ortopédicos da empresária Tereza Haido oferece tratamento e conforto para os pés das cariocas. A loja funciona como um spa e fica na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

O Brasil já é um dos países que mais gastam com produtos de higiene pessoal, perfumaria, cosméticos e também serviços de spa’s. No total, o chamado mercado da vaidade movimenta mais de R$ 50 bilhões por ano. Desde 2007, o setor cresce em média 10% anualmente. A maior contribuição para alavancar o mercado vem das regiões sul e sudeste do país, de capitais como Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro.

“Eu me interessei. Queria deixar o emprego público e ter um negócio próprio. Eu pesquisei, não tinha na Barra e aí resolvi que a gente ia colocar essa franquia, já com indicação de uns amigos que tinham sucesso com ela”, explicou.

Tereza investiu R$ 150 mil para montar o negócio, em 2007. A rede foi criada pelo empresário Luiz Pedreira, em 1990. “Procuramos consultores, estruturamos toda parte de treinamento, formação já naquela época, e começamos com uma primeira franquia em 94”, diz ele.

Hoje já são 40 franquias espalhadas pelo país. Só no Rio de Janeiro são mais de 30 unidades. O franqueador fez parceria com o Instituto Brasileiro de Podologia para a formação de profissionais qualificados. “E com esse atendimento nós conseguimos suprir podólogos para essa unidade e fazer uma expansão das unidades para o Rio de Janeiro”, diz o empresário.

A loja de Tereza tem 48 metros quadrados, um espaço pequeno, mas suficiente para atender a 400 clientes por mês. A maior preocupação é a saúde dos pés. O atendimento é feito em baias individuais e duram de 40 minutos a uma hora.

“Tenho um probleminha de calosidade então uma vez por mês eu tento fazer o tratamento”, diz Denise Bittencourt, que frequenta o local.

“Não sei nem se vai ficar mais bonito, mas eu to me sentindo melhor. O importante é isso”, diz Zuleika Fernandes de Pino, que também é cliente.

“Quem procura a podólogia pela primeira vez tem medo de ser machucada. O podólogo tem que ter um feeling, ter tato, conversar com a pessoa, tentar deixá-la à vontade. A pessoa passa a confiar e há uma reciprocidade”, diz o podólogo Jorge Mendonça Ferreira.

Tereza fatura, em média, R$ 40 mil por mês. O lucro vem dos serviços de podologia e também da venda de produtos como palmilhas, calcanheiras e cremes hidratantes. “Você vai orientar o cliente a usar produtos que facilitem o dia a dia dele evitando que forme mais calosidade. Quem tem esporão, usar uma calcanheira”, diz.

Para ser um franqueado do spa o investimento é a partir de R$ 150 mil, sem o ponto comercial. O faturamento estimado fica entre R$ 30 e R$ 60 mil. “A partir do décimo mês, você tem realmente uma lucratividade bastante interessante, chega a ser 25% do faturamento bruto”, revela Pedreira.

Nos últimos 5 anos, os atendimentos saltaram de 700 mil clientes para 2 milhões. E em 2012, a expectativa é aumentar o faturamento em R$ 13 milhões. “Nós estamos iniciando um plano de expansão para São Paulo, serão 6 unidades. Em Alphaville, Ribeirão Preto, São José dos Campos, na capital, centro e também para outros estados do Brasil”, afirma.

Fonte: G1 - http://g1.globo.com/economia/pme/noticia/2012/04/franquia-de-servicos-ortopedicos-oferece-tratamento-e-conforto-aos-pes.html?utm_source=twitterfeed&ut

Encontre a melhor franquia para você

-->