Yázigi

 

HISTÓRIA

Fernando Silva estava ingressando na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP) e morava com a família no bairro do Paraíso. César morava na Vila Mariana, e lecionava inglês num apartamento que alugara na praça Carlos Gomes, no Centro de São Pulo/SP. A convite de César, Fernando foi trabalhar com ele como professor de português para estrangeiros. Já havia muitos norte-americanos chegando a São Paulo/SP, por conta do inicio da industrialização.Fernando Heráclio Silva, baiano, estudante, era amigo de infância de César Yázigi, filho de imigrantes libaneses. Adolescentes, tomaram rumos separados, para reencontrarem-se já como jovens adultos. Fernando voltara a São Paulo/SP, depois de ter morado em Santos/SP e fundado a Cia. Paulista de Pesca. César, por sua vez, retornara dos Estados Unidos, onde completara seus estudos de Economia.

 

Havia a necessidade da escolha do nome da escola. Como todo batismo, não foi uma decisão sem alguma polêmica. Na época, o professor Elias Yázigi, doutor em linguística pela Universidade de Beirute, lecionava idiomas no Colégio São Luis (um dos mais tradicionais de São Paulo/SP) e em outros estabelecimentos conceituados. Seu nome era conhecido e os dois amigos acharam uma boa idéia utilizá-lo. Na verdade foi a primeira decisão de marketing, baseada em simples intuição. A escola que os dois acabavam de inaugurar se chamaria Instituto de Idiomas Yázigi.

 

Desde as primeiras aulas, na Praça Carlos Gomes, um fato inesperado acabou modificando a vida dos dois amigos. César entrava na sala de aula às 9 horas e saía às 21 horas, praticamente sem interrupção. Sua vitalidade para as aulas era inesgotável, quase obsessiva. Muitas vezes ele saía da sala de aula nos intervalos apenas para comer o que encontrasse disponível. O dia para ele era única e interminável jornada. Os alunos de César ficavam estarrecidos com a forma pela qual ele dava aula: do alto do seu enorme físico, gesticulava muito e utilizava bastante mímica, efeitos visuais e dramáticos. Decididamente, os alunos não estavam acostumados com isso. No início, assustavam-se, pois na época o ensino de inglês era comportado, silencioso e baseado em textos literários.

 

A surpresa inicial foi logo substituída pelo entusiasmo dos alunos, que milagrosamente começaram a falar inglês muito rapidamente. Em quatro meses, as pessoas já possuíam alguma fluência. Aquilo era totalmente inédito para a época. "Pessoas falando inglês em quatro meses? Impossível", argumentava a concorrência; "milagroso", comentavam outros; "invejável", pensavam os professores. Aquele pequeno espaço tornou-se um centro de romaria para curiosos e milagreiros que, desesperados por aprender rapidamente e subir na vida, colocavam na mão do professor César Yázigi seu futuro e seu destino.

 

Em pouco tempo, uma nova escola foi aberta, também em São Paulo/SP. Durante a década de 50, o Yázigi inaugurou mais filiais em São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ e Porto Alegre/RS, chegando aos anos 60 com 30 escolas em operação. Para dar suporte à expansão, o Yázigi adotou um sistema de professores associados. Era o embrião do modelo de franchising - algo novo no Brasil - que foi implantado na rede em 1966.

 

Ainda na década de 50, César Yázigi mudou-se novamente para os Estados Unidos, desligando-se do negócio no Brasil. Com isso, Fernando Silva e seu irmão, Itamar Silva, ficaram com o domínio total da empresa, mantendo-se à frente da administração do Instituto até o começo dos anos 2000. Na ocasião, a presidência da marca passou para as mãos de Alexandre Gambirásio Silva, filho de Itamar e sobrinho de Fernando, e, portanto, a 2ª geração à frente do negócio.

 

Atualmente, o Yázigi Internexus soma 402 unidades, abrangendo todo o território nacional. São cerca de 6 mil colaboradores e 160 mil alunos, que resultam em um faturamento anual de R$ 212 milhões.

 

Desde os primeiros anos de trabalho, o Yázigi investiu na valorização de intercâmbio com programas de aprendizagem do inglês no exterior. Atualmente, um dos grandes destaques da rede é o Yázigi Travel, uma agência interna de intercâmbio, que auxilia o aluno em toda a preparação para uma estadia no exterior. Por meio da agência e de parcerias com escolas e universidades estrangeiras, os estudantes podem escolher por pacotes de high school, programas de férias, estágios,em empresas, programas de au pair (trabalho + estudos), entre outros. Antes de viajar, todos os participantes recebem orientações e apoio necessários - desde suporte em câmbio e vistos - até auxilio psicológico para a adaptação ao país escolhido.

 

Ações sociais

Responsabilidade social é uma das preocupações vitais do Yázigi Internexus. O objetivo da escola é formar alunos que atuem como cidadãos conscientes e responsáveis socialmente. Por isso, a rede investe em diferentes projetos sociais, atuando de forma consciente junto à sociedade.

 

As iniciativas são divididas em 3 frentes distintas: os projetos, as campanhas e o acervo cultural. Nos projetos, há ações como ensino de inglês, envolvendo todo o suporte didádico - incluindo material - para comunidades carentes. Há também projetos de empreendedorismo social, auxiliando jovens na colocação dentro do mercado de trabalho, e de disseminação da cultura de raiz nacional, divulgando e ajudando a vender a arte feita por diversas ONG’s brasileiras.

 

Em campanhas especiais, o Yázigi Internexus dedica-se a fomentar a participação da sociedade economia de água, preservação do meio ambiente, combate à corrupção, reciclagem, entre outros temas. Já o acervo da empresa fica em sua sede nacional, em São Paulo/SP e agrega mais de 6 mil obras artísticas, como quadros, livros e gravuras, de diferentes artistas.

 

Franchising

O Yázigi foi campeão em 2004 como "Melhor Franquia na Área de Educação e Treinamento". Em 2005, conquistou o Selo de Excelência da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Em 2006, ganhou o prêmio máximo como "A Melhor Franquia do Brasil”, concedido pela revista "Pequenas Empresas & Grandes Negócios" (PEGN), especializada em negócios e franquias. E em 2007, além de repetir o selo de excelência da ABF (acima), também ganhou o selo de excelência da Associação Internacional de Franquias (AIF), além de outros prêmios. Fato é, portanto, que desde 1990, a Associação Brasileira de Franchising outorga à rede Yázigi Internexus o Selo de Qualidade ABF, a maior chancela de qualidade que uma rede de franquia pode obter no Brasil e agora o reconhecimento também internacional da qualidade e seriedade da franquia Yázigi.

 

Yázigi atualmente

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias do ramo de escolas de idiomas

Confira mais artigos em: Gurus do franchising

 

Compartilhar:

Leia Mais Histórias do Franchising