iGUi TRATA BEM

Filipe Sisson, fundador e CEO da iGUi, detentora da rede de franquia iGUi TRATA BEM, começou sua carreira como auxiliar de escritório numa empresa familiar do ramo de piscinas de pequeno porte e em estado falimentar (venda anual de cerca de 700 piscinas). “Naquela época, eu não tinha grandes idealismos ou aspirações, tampouco tinha decidido o que fazer da vida. Era um simples menino de classe média, sem muitas perspectivas ou ambições e saído há pouco do sonho do esporte. Mas, em menos de um ano, tomei gosto pelo trabalho e iniciei uma grande transformação na vida, me dedicando em tempo integral nesta verdadeira paixão que desenvolvi pelo mundo dos negócios”, conta Filipe.

Foi assim, com apenas 19  anos, que após um acidente de automóvel sofrido por seu pai, atuou por mais de seis meses como diretor geral da empresa. A transformação foi tão grande que seu pai declinou da direção e o jovem empreendedor assumiu ali em definitivo o comando da empresa. Mas nem tudo são flores.

Após mais de 5 anos de um verdadeiro caos econômico no Brasil (1983-1988), Filipe conseguiu finalmente see livrar das dívidas da empresa e experimentar um crescimento rápido e bem estruturado. “Ao deixar a empresa em 1993, ela era monopolista na Região Sul, líder no mercado brasileiro e tinha algumas ações externas. Vendíamos mais de 3.000 piscinas/ano em uma rede de revendedores exclusivos, um sistema precursor do franchising que iniciamos em 1984”, complementa.

Porém, por motivos de divergências sobre o futuro na condução dos negócios, resolveu sair da empresa em janeiro 1994, sendo que no ano seguinte, por insistência de alguns ex-clientes, elaborou um plano para iniciarem uma nova fábrica de piscinas, onde ele seria o único gestor e depois de receber determinado valor, deixaria o negócio e seguiria sua vida.

“ Foi uma ‘proposta curiosa’, mas pelo momento que eu vivia e o valor envolvido. Me pareceu a proposta mais adequada para fazer aos investidores. Ademais, eu não estava disposto a me ligar por completo em nenhum negócio. Passados cerca de três anos e assim que recebi meus proventos, ao me despedir fui surpreendido pela proposta de ser presenteado com uma cota da sociedade. A partir de então, já como sócio e principal executivo da empresa, temos tido um avanço considerável e contínuo, o que possibilitou sermos hoje a maior vendedora de piscinas do mundo, com uma diferença brutal em relação ao concorrente mais próximo”, comenta.

A rede iGUi TRATA BEM

A iGUi é a maior fabricante de piscinas em P.R.F.V. (poliéster reforçado com fibra de vidro) do mundo e está presente com indústrias e franquias em mais de 40 países. A rede iniciou suas atividades na cidade de Gravataí (região metropolitana de Porto Alegre), no Rio Grande do Sul, em junho de 1995. Em 2000, estabeleceu seu primeiro polo industrial fora da região Sul, em Cedral, no interior de São Paulo. Em 2008, transferiu oficialmente sua sede para a cidade.

Atualmente, com mais de 20 anos de mercado e muita inovação, é líder mundial no segmento de piscinas em P.R.F.V., contando com mais de 800 unidades entre lojas de piscina e franquias TRATA BEM no Brasil e exterior, nos cinco continentes. Com mais de 40 fábricas estrategicamente instaladas no Brasil, Argentina, Paraguai, México e Portugal, disputa os maiores e mais desenvolvidos mercados mundiais como os da Europa, Estados Unidos e Austrália.

Dessa forma, a TRATA BEM foi criada em 2012 com o objetivo de formar profissionais credenciados, treinados e especializados no tratamento de água, através de cursos específicos realizados na própria iGUi e com todo suporte da marca. A franquia possui o formato Loja TRATABEM e realiza os seguintes serviços com excelência: manutenção, assistência técnica e tratamento de água de todos os tipos de piscinas, aspiração, limpeza de borda; identifica e relata defeitos na piscina e equipamentos, assim como sugere a solução e venda de produtos químicos, acessórios e piscinas.

Os planos para o futuro da rede de franquia são grandes e vão desde a consolidação no mercado nacional como marca que atende o mercado de consumo de produtos de manutenção de piscinas, por meio da iGUi TRATA BEM, até a ampliação do atendimento tradicional da classe média para as classes A e C-D.  A empresa tem ainda planos para o mercado internacional, os quais vem avançando muito bem.

História de franqueado

Diante do dilema em priorizar a sua família ou o trabalho, o carioca Luiz Carlos de Oliveira escolheu a família: “Eles são e sempre vão ser a minha prioridade”. O empreendedor de 34 anos decidiu partir para o desafio do negócio próprio quando se deu conta que passava semanas fora de casa: “Trabalhava em uma grande empresa e ficava muito tempo embarcado longe da minha esposa e filhos”.

Junto com um amigo e colega de trabalho, Luiz começou a pesquisar o mundo do franchising em 2014. Técnico em química, foi naturalmente levado a conhecer a TRATA BEM – única franquia do Brasil especializada no tratamento, assistência técnica e venda de produtos para todos os tipos de piscinas. A dupla iniciou o negócio no mesmo ano, em sociedade, com uma operação home-office. Em plena crise econômica, os sócios tiveram um ano de êxito e decidiram, em comum acordo, dividir o empreendimento em 2015: “Tínhamos algumas divergências de gestão e a separação surgiu com naturalidade. Sozinho, fiquei mais um ano com o home-office e, em 2017, surgiu a oportunidade de abrir a loja TRATA BEM”.

Apesar da fragilidade econômica do estado do Rio de Janeiro, a trajetória do Luiz mostra que há espaço para o franchising e para o segmento de Serviços no Estado: “Desde 2014, sempre tivemos em rota de crescimento. Aumentamos a carteira de clientes e o faturamento ano após ano. Hoje, tenho em torno de 60 clientes fixos, fora os esporádicos”, comemora.

Sucesso

Luiz Carlos atribui o sucesso há alguns pontos, como a maturidade e a constante vontade de crescer e contribuir com o trabalho, seja qual for: “Nos meus empregos anteriores, o estímulo é o que me mantinha atrelado à empresa. Quando sentia que não tinha mais pra onde ir ou crescer, procurava um novo desafio”. Luiz casou jovem, com 18 anos, e hoje é pai de três crianças. A maturidade trouxe também a aspiração ao empreendimento: “Percebi que tinha vocação para liderança e foi daí que surgiu o pensamento de ter o negócio próprio”.

Com dois funcionários, Luiz não abre mão de viver o dia a dia do negócio: “Um deles fica na loja, fazendo o atendimento. O outro faz o trabalho junto comigo. Minha esposa também ajuda, na parte administrativa”. Faturando R$18 mil ao mês, o empreendedor tem planos ambiciosos para o futuro: “Quero crescer na rede, como lojista e quem sabe como máster franqueado. A meta é sempre evoluir”, conclui.

Atualmente a marca iGUi Trata Bem já acumula mais de 190 unidades em operação. O modelo de faturamento da rede prevê um faturamento médio mensal  de R$ 15 mil no final do primeiro ano e R$ 30 mil no final do segundo ano. O total de investimento para novas unidades é a partir de R$65 mil.

 

Saiba mais sobre: Franquia IGUI Trata Bem
Confira mais opções de franquias em: Franquias de Negócios e Serviços

Compartilhar:

Leia Mais Histórias do Franchising