Início / Notícias / Gurus / Importância da Governança Corporativa em redes de franquia consagradas

Importância da Governança Corporativa em redes de franquia consagradas

É importante lembrar que o maior desafio não está atrelado ao tamanho de uma organização, mas sim à estrutura e aos processos claros e definidos

Importância da Governança Corporativa em redes de franquia consagradas

Compartilhe:   

Um dos maiores desafios ao assumir uma empresa é trabalhar a governança corporativa. Ao fundar uma rede de franquia ou ser presidente de uma marca já consagrada e difundida no mercado, é importante lembrar que o maior desafio não está atrelado ao tamanho de uma organização, mas sim à estrutura e aos processos claros e definidos. Toda gestão precisa estabelecer quais são as métricas, processos e fluxos direcionados para a obtenção de resultados com níveis de alta performance, fatores determinantes para trabalhar o market share e aumentar o faturamento da franquia.

Um dos primeiros passos é estabelecer uma hierarquia clara, para que cada colaborador que atua na empresa saiba a quem se reportar. Isso é importante, pois se um funcionário exerce funções para áreas ou núcleos distintos, pode ter a capacidade de entrega e o rendimento do trabalho comprometido ao receber diferentes demandas de ambos os lados. Neste caso, deve-se denominar uma liderança direta, para que o colaborador possa desenvolver um plano estratégico das atividades, definir prioridades e a quem deve se reportar diretamente. Todos os envolvidos devem saber qual o DNA da empresa, ou seja, é de extrema importância difundir diariamente a missão, a visão e principalmente os valores da cultura que norteiam as operações, já que toda a equipe precisa estar engajada na busca de um mesmo objetivo.

De nada adianta criar qualquer plano estratégico sem ter uma base forte e sólida, uma cultura que é vivida e justificada. Estabelecer a figura do presidente também é outro diferencial. Ele terá sempre a responsabilidade da decisão final em situações em que há entraves. Caso a rede de franquia conte com uma diretoria, com pessoas que tenham igualdade nos papéis, o cargo de presidente pode ser desempenhado de forma rotativa. Apenas explorando tais questões os projetos começam a ser viabilizados, o negócio vai tomando forma e a equipe trabalha unida em prol de bons resultados. Depois de um trabalho com esse direcionamento e o acompanhamento das lideranças, os efeitos começam a surgir em cascata, em todas as áreas da empresa, que começam a apresentar resultados acima do esperado promovendo a volta do crescimento e desenvolvimento do negócio como um todo.

Outra ação essencial é estabelecer reuniões periódicas, de preferência semanalmente, entre as equipes que visam manter o controle administrativo da rede, como diretorias, presidentes e o conselho, para acompanhar o andamento das atividades exercidas. As reuniões são importantes para debater temas como novos projetos, planos de ações, metas estabelecidas, indicadores e desenvolvimento do trabalho. O registro de todos os encontros deve ser enviado às áreas de interesse e arquivado para consultas futuras. Além dos temas discutidos, documentos como balanços financeiros, projeções, planos de expansão e outros dados também devem constar no registro, auxiliando assim tanto a prestação de contas com os sócios, quanto à tomada de decisões do Conselho. Neste caso, a transparência da evolução do negócio com os colaboradores torna-se essencial, gerando como resultado mais credibilidade à empresa e, consequentemente, motivação aos funcionários. Resumidamente, não basta apenas implantar um novo método de gestão, é preciso desempenhar um trabalho focado em melhorias contínuas dos processos de governança corporativa.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?