Início / Notícias / Gurus / Microfranquia: a “startup” das Franquias

Microfranquia: a “startup” das Franquias

Microfranquia: a “startup” das Franquias

Compartilhe:   

As aceleradoras impulsionam as empresas em seu estágio inicial, conhecidas como startups. Para os novos empreendedores, com pouco capital, que querem investir em um novo negócio, a Microfranquia é uma ótima opção e tem nas Franquias, de forma indireta, o papel de aceleradoras que ajudarão a projetar o negócio do franqueado.

Seguem algumas dicas para ajudar o franqueado de “primeira viagem” a analisar bem esse modelo de franquias:

  • As Microfranquias já respondem por 5% do mercado brasileiro e 17% do total de franquias do país, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising).
  • O limite de investimento para o capital inicial gira em torno de até 80 mil reais e o crescimento pode chegar a 30% no faturamento.
  • Assim como demais modelos de franquias, analise as informações do negócio, como por exemplo: capital de giro, taxa de franquia, royalties, dentre outros. Se possível, visite o escritório da Microfranquia, converse com demais franqueados quanto o grau de satisfação.
  • O gestor-franqueado precisa dedicar tempo e ter principalmente familiaridade com o setor que vai atuar. Por exemplo, negócio envolvendo tecnologia é importante o franqueado ter conhecimento no setor.
  • Identifique o modelo de treinamento aplicado pela franqueadora. A maioria das franquias oferece treinamento, a capacitação da equipe é de grande importância, principalmente na fase inicial do negócio.

Pense nisso: “O menor passo na direção certa pode ser o maior passo da sua vida”.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?