Início / Notícias / Gurus / Franchising versus serviços

Franchising versus serviços

Franchising versus serviços

Compartilhe:   

Os sistemas econômicos geralmente variam segundo uma ordem cronológica de sofisticação, começando pela economia primária (indústria), passando pela secundária (comércio), e acabando na terciária (serviços).
 
Com o franchising, no Brasil, não tem sido diferente: começamos com as franquias de indústria, passamos para as de comercialização e, agora, chegamos à era das franquias de serviços, seguindo a mesma trilha dos sistemas econômicos aos quais este instituto tem servido.
 
Pesquisas recentemente realizadas pela Associação Brasileira de Franchising nos dão conta de que o maior índice projetado de crescimento, em termos percentuais, para os próximos cinco anos, pertence ao segmento de serviços, na área da comunicação que deverá crescer 80%; seguida, de perto, pela de limpeza e conservação (70%); vindo, logo após, as áreas de informática e eletrônica; impressão, sinalização e fotografia, assim como decoração, educação e treinamento, com 50%. E os outros serviços especiais, diversos, deverão crescer em torno de 40%.
 
São números bastante interessantes e altamente significativos, se considerarmos que - exceção feita às áreas de alimentação e  de artigos infantis - que deverão crescer 50% cada uma, dos demais seguimentos da economia em franchising, como locação de veículos, perfumaria, cosméticos e vestuário, nos próximos 5 anos, não poderemos esperar muito, pois crescerão, apenas, 20%. Todas as outras áreas, como mostra a pesquisa,  têm boas perspectivas de expansão, sinalizando com uma boa alternativa de investimento para todos quantos desejem ter seu negócio próprio.
 
Do lado do franqueador, também são boas as perspectivas, pois não é sem razão que muitas empresas tradicionais, situadas nas áreas da economia apontadas na pesquisa, já estão começando a procurar uma orientação para a formatação de seus negócios, de modo a não deixarem escapar a oportunidade de trabalharem em rede, através do franchising, seguindo, aliás, a mais moderna e inexorável tendência de expansão empresarial.
 
Nada obstante, mesmo aquelas empresas que resolvem recorrer ao franchising em seus planos de expansão, ficam surpresas  ao saber que tudo, em princípio, pode ser franqueado. Basta que o “conceito de negócio” seja de relativa facilidade de expressão e compreensão, buscando, tanto quanto possível, alguma característica de diferenciação, para torná-lo, original. O resto, como a  ousadia e o pioneirismo na ação de franquear, ficam por conta dos conselhos de Ray Kroc,  fundador da franquia Mcdonald’s.
 
Portanto, a palavra de ordem é não esperar e aproveitar as tendências do mercado (crescimento sob a forma de  rede),  bem como o momento econômico favorável, que,  aliás,  já tem feito a alegria dos que se situam nas áreas de turismo, hotelaria, lazer e informática.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?