Notícias / Varejo / Artigo: Retorno das festas juninas reacende economia

Artigo: Retorno das festas juninas reacende economia

Na Maurício Stainoff, a data festiva amplia a venda de itens sazonais, seja no setor de alimentação, seja em vestuário

Compartilhe:   

No mês de junho, as festas juninas são responsáveis por reacender a economia local de diversas regiões do país, reforçando ainda mais pequenos comércios e lojas de bairro - que podem aumentar seu faturamento com artigos típicos para as festas e decorações, além de vestuário e acessórios. Além da tradição do mês, o período contribui para o aquecimento e faturamento do varejo do país.

Segundo dados do Ministério do Turismo, as festas típicas devem movimentar cerca de R$6 bilhões neste ano, e levar 26,2 milhões de pessoas as festividades; o número de injeção econômica é 76% maior em comparação com junho do ano passado, quando movimentou R$3,4 bilhões na economia do país.

São festas, confraternizações, quermesses, agremiações: todos colaborando com vendas temáticas do período, movimentando os mais variados setores como, alimentação, supermercados, roupas e acessórios e itens sazonais. 
A época também é reconhecida como festas típicas de São João, Santo Antônio e São Pedro; Em algumas localidades brasileiras, as festas juninas se estendem até julho e agosto. Nesse sentido, estabelecimentos como, lojas, restaurantes, shoppings centers, e-commerces podem adotar medidas específicas para potencializar as vendas durante o período.
Abaixo, trago algumas dicas de como os comércios locais, principalmente varejistas de pequeno porte, podem aplicar em seus negócios:

 
•    Decoração típica

O visual, seja ele físico ou virtual, sempre chama atenção do consumidor. Os lojistas devem adotar uma decoração e adereços típicos da festa junina como, bandeirinhas, balões, chapéus de palha, camisa xadrez - atraindo assim os olhares do potencial cliente para sua vitrine ou interior da loja. 
Deixar em evidência produtos típicos da época ou setorizar espaços temáticos podem ser uma boa estratégia para ganhar atenção do consumidor.

 
•    Promoções especiais 


Campanhas promocionais, utilizando famosos jargões temáticos, como “Olha a cobra! Não é promoção” ou “Venha para a quadrilha de ofertas”, podem ser grandes ferramentas para esquentar a “fogueira” das vendas. Dentro do espectro das promoções, banners (físicos ou online) ou ativações presenciais, como brincadeiras tradicionais no ambiente do estabelecimento, podem levar o consumidor a compra final.

 
•    Invista em redes sociais


A rede social é uma excelente aliada para a divulgação das ofertas juninas e massificação dos produtos típicos e marcas. Uma boa estratégia é linkar a promoção com a divulgação, como, por exemplo “tire uma foto com a roupa típica caipira e ganhe 15% de desconto na primeira compra”.
O cenário econômico do país e de retomada financeira e período junino é propício para alavancar as vendas do varejo brasileiro. 

*Por Maurício Stainoff

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?