Notícias / Serviços Educacionais / Afinal, é preciso falar inglês para abrir uma escola de idiomas?

Afinal, é preciso falar inglês para abrir uma escola de idiomas?

Saiba se é preciso dominar um segundo idioma para empreender no segmento

Compartilhe:   

Investir em uma franquia é uma oportunidade empolgante para empreendedores que desejam entrar no mercado de educação e idiomas. No entanto, muitos potenciais investidores podem se sentir desencorajados pela crença de que é necessário ser fluente em inglês para ter sucesso nesse empreendimento. A KNN Idiomas desafia esse estereótipo, oferecendo uma oportunidade de franquia acessível e lucrativa, independentemente do domínio do idioma inglês.

Abertura para investidores com diversas habilidades:

Uma das principais vantagens de investir em uma franquia da KNN Idiomas é que a marca valoriza a diversidade de habilidades dos franqueados. A empresa compreende que o sucesso de uma franquia não depende exclusivamente do domínio do inglês pelo investidor, mas sim de sua capacidade de gerenciar o negócio de forma eficaz, contratar e treinar uma equipe competente e fornecer um ambiente de aprendizado de qualidade.

Apoio e treinamento abrangente:

A KNN oferece aos seus franqueados um programa de treinamento completo e contínuo, abrangendo todos os aspectos da gestão de uma escola de idiomas. Isso inclui estratégias de marketing, gestão financeira, recrutamento e treinamento de professores, entre outros. Os franqueados têm acesso a uma rede de suporte e troca de experiências, permitindo que aprendam com outros membros da franquia.

Capacitação de professores:

Um dos diferenciais da KNN Idiomas é sua equipe de professores fluentes em diferentes idiomas. Contamos com suporte presencial e à distância que ajuda o franqueado a montar e treinar o seu time de professores. Além disso, a KNN Brasil realiza um acompanhamento constante através de treinamentos no Master (sistema oficial da rede) e por meio do KNN Academy (programa de incentivo que visa a capacitação dos colaboradores da rede quanto aos procedimentos básicos de cada setor). Ou seja, enquanto os professores ficam responsáveis pelo ensino dos idiomas, o franqueado se concentra na administração e no crescimento do negócio. Dessa forma, não é necessário que o franqueado seja fluente em inglês ou em qualquer outro idioma oferecido pela escola.

Nesse artigo você pôde ver que, embora a fluência na língua inglesa seja frequentemente considerada uma vantagem para abrir uma escola de idiomas, não é um requisito absoluto para se tornar um franqueado KNN. 

Conheça nosso modelo de negócio e faça parte de uma franquia de sucesso e com crescimento exponencial em todo o Brasil! Preencha o formulário ao lado!

 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?