Notícias / Serviços e Outros Negócios / Container alugado e até aquisição de outras redes. Veja a estratégia da SmartStore para crescer

Container alugado e até aquisição de outras redes. Veja a estratégia da SmartStore para crescer

Fundada em meio a pandemia, rede quer ultrapassar 2300 unidades em 2024 e estuda a compra de outros players para acelerar a expansão

Compartilhe:   

Nascida em 2020 em meio ao caos da pandemia de Covid, a SmartStore — franquia de minimercados autônomos — soma números expressivos. Mais de 1400 unidades em operação, todas franqueadas, presença em todos os estados brasileiros, e em breve, uma loja modelo em Miami para iniciar o seu processo de internacionalização.

Participe da comunidade da plataforma Sua Franquia no WhatsApp 

Atuando em um segmento promissor, o de minimercados em prédios residenciais e comerciais, a marca projeta ter em cinco anos, mais de 5 mil unidades espalhadas pelo Brasil, e até no exterior, e estima avançar a marca junto a empreendimentos comerciais, um nicho ainda pouco explorado pela rede. 

Em entrevista a plataforma Sua Franquia, o diretor de expansão da SmartStore, Oberdan Siqueira, explicou que a entrada no segmento residencial foi facilitada pela sua rede de networking, fato esse que colaborou para o rápido crescimento da marca, mesmo em meio a pandemia. “A SmartStore foi criada há três anos e inicialmente queríamos 10 unidades próprias. Na quarta loja já estávamos com o modelo de negócio consolidado e investidores interessados em abrir uma loja SmartStore”, disse.

 

diretor de expansão da SmartStore, Oberdan Siqueira

Na foto, o diretor de expansão da SmartStore, Oberdan Siqueira.

Infraestrutura da franquia SmartStore

Para atender a todos os condôminos, facilitando a compra, a rede apostou em uma operação autônoma com totem de pagamento, um diferencial perante os concorrentes. O aplicativo da marca é B2B, usado pelos franqueados para a gestão do ponto de venda e colaborar na inteligência do negócio como um todo. Todo o processo é guiado por intermédio de Inteligência Artificial, desde o controle do estoque à gestão da validade dos produtos, passando pelo caixa; tudo é automatizado na franquia SmartStore.

A proximidade e facilidade não ficam apenas para o consumidor, o investidor tem todo o apoio da franqueadora que atua diretamente desde a escolha do condomínio, aprovação do projeto arquitetônico, até a negociação com o síndico, colaborando em uma rápida implementação.

Quando o espaço físico do condomínio não atende as necessidades da operação — cerca de 8 m²—, a unidade é aberta em container, mantendo um investimento inicial baixo. “Não indicamos a compra do container para não imobilizar capital. Temos na rede fornecedores homologados que locam o container, não encarecendo o valor de investimento em uma unidade”, explicou o executivo.

Franquia SmartStore

Outra forma de não encarecer a operação é a indicação para que o investidor faça aquisição de equipamentos usados e em bom estado, fazendo com que o aporte inicial seja mais barato. “Com a pandemia, infelizmente, muitos estabelecimentos encerraram as suas atividades, e a oferta de equipamentos usados, como refrigerador, freezer para sorvete e demais itens, cresceu. Tal fato colabora para uma economia na hora de montar a unidade SmatStore”, comentou Siqueira

Para abrir uma unidade da franquia SmartStore é estimado investimento inicial de até R$ 50 mil. O payback é de 9 a 12 meses e a rentabilidade da operação gira em torno de 25%

Planos para o futuro

Como já mencionado, a rede estima em cinco anos ultrapassar 5 mil unidades e se movimenta para que essa meta seja atingida. “Entendemos que tem muito mercado a ser explorado.  Hoje, estamos em pouco mais de 200 municípios, mesmo estando em todos os estados brasileiros”, disse o diretor de expansão ao que completou. “Vamos nos dedicar ao mercado corporativo. Já temos lojas corporativas, e para ampliar estamos criando um departamento específico para atender a esse nicho”.

Outra estratégia é fazer a aquisição de concorrentes, ampliando a capilaridade da rede. “Já iniciamos a estratégia de fazer a aquisição de concorrentes menores ou maiores”, enfatiza Siqueira. A internacionalização da marca também está nos planos com o investimento em uma unidade piloto em Miami. “Estamos com esse projeto de loja piloto para posteriormente internacionalizar a marca”, finaliza o executivo.

*Por Flávia Milhassi Denone

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?