Início / Notícias / Serviços e Outros Negócios / Torky chega a capital paulista, projeta 12 novas unidades e faturar R$ 1 milhão

Torky chega a capital paulista, projeta 12 novas unidades e faturar R$ 1 milhão

Unidade está sob o comando da musicista Martha Evely. Rede negocia com investidores de Florianópolis, Porto Alegre, Santos e Maringá.

Torky chega a capital paulista, projeta 12 novas unidades e faturar R$ 1 milhão

Compartilhe:   

A capital paulista acaba de receber a primeira unidade da rede de franquias Torky, microfranquias de reparos de instrumentos musicais de corda. Para este ano, a rede projeta abrir 12 unidades e faturar R$ 1 milhão. "Em 2022, tivemos um faturamento de R$ 411 mil. Para o ano de 2023, estamos muito otimistas e projetamos um faturamento de R$ 1 milhão. Essa projeção inclui diversas frentes de negócio, sendo uma delas a venda de franquias. Nossa estratégia está focada nas capitais e cidades com mais de 500 mil habitantes, visando alcançar a abertura de 12 novas unidades. Atualmente, estamos em conversas para estabelecer operações em Florianópolis, Porto Alegre, Santos e Maringá. Além da venda de franquias, o nosso faturamento também é impulsionado por projetos culturais, educacionais e licitações", afirmou Márcia Gregini, sócia-fundadora da Tork a Sua Franquia.

15 franquias baratas a partir de R$ 10 mil 

A estreia na capital paulista reforça os planos da rede de estar nas principais capitais brasileiras. Hoje, a Torky tem sete operações espalhadas em Belo Horizonte, Cuiabá e cinco dentro do Estado de São Paulo, localizadas em Bertioga, Itatiba, Mogi das Cruzes, Santana do Parnaíba e Região Central.

A nova unidade da franquia Torky está sob o comando de Martha Evely. Musicista desde os 15 anos, técnica em música, além de ter chefiado durante 13 anos o Departamento de Esportes e Cultura da Guarda Civil Metropolitana, Martha sempre teve uma ligação profunda com a atividade. “Meu trabalho era focado em funções mais administrativas, entretanto, durante esse período tive a vivência com a música através da banda e o coral dentro da corporação a qual acompanhava durante os eventos pela cidade de São Paulo. Sempre quis trilhar esse caminho tanto que me aposentei no dia 25 de janeiro e no dia 1 de fevereiro já estava nessa nova empreitada”, afirma a luthier. 

Fonte

Divulgação 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?