Notícias / Serviços Automotivos / Unidas vai dobrar a rede para 200 franquias

Unidas vai dobrar a rede para 200 franquias

Compartilhe:   

CAXIAS DO SUL (RS), 15 de fevereiro de 2007 - Uma média de duas lojas abertas por mês durante todo ano de 2007 e de três lojas novas, como média, inauguradas em 2008. Este será o ritmo da Unidas, segunda maior locadora de carros do país para os próximos 24 meses. A meta é ter 100 novas franquias funcionando em dezembro de 2008, o que elevará para 200 o número de operações.

A ação demandará investimentos de R$ 25 milhões (R$ 250 mil em média por loja). A estratégia não é alcançar a Localiza, primeira do ranking, mas diminuir a diferença que existe entre elas atualmente. ""Vamos fazer nosso percurso"", garantiu a este jornal o presidente executivo, Antonio Lemos, admitindo que a Unidas é a primeira no Brasil na gestão de frotas terceirizadas, com cerca de 400 clientes. Este segmento já responde por cerca de 70% do faturamento de R$ 180 milhões registrados ano passado. ""Pretendemos crescer 30% em 2007"", afirma Lemos, que optou por ampliar o número de agências como forma de ampliar a capilaridade em todo território, privilegiando cidades com mais de 150 mil habitantes, entre outros critérios, e também melhorar a rentabilidade. De 21 mil veículos, 16,5 mil estão direcionados para gestão de frotas de clientes, informa o executivo, acrescentando que este é um diferencial que faz parte do DNA corporativo do grupo português SAG, o controlador da Unidas desde 2001. ""Naquela época a Unidas tinha somente 4,5 mil veículos"", lembra Lemos, acrescentando que a terceirização oferece rentabilidade maior em relação ao aluguel de carros para negócios e lazer.

A cada período de doze meses, de acordo com Antonio Lemos a Unidas renova 80% da sua frota, o que corresponde a 17 mil veículos multimarcas. De acordo com a diretora de franquias, Elaine Kovac, porém, existe a intenção da locadora ampliar a frota com mais 6 mil unidades para atender a demanda dos 100 novos pontos que serão abertos no biênio 2007-2008. Outro negócio da Unidas é a venda de carros seminovos através de uma rede de oito lojas. De acordo com Lemos, o faturamento consolidado de aluguel e seminovos passa dos R$ 400 milhões. Das 100 lojas que tem atualmente, 60 são próprias da Unidas, 25 são franquias e outras 15 também são franquias, mas já com o conceito novo, chamado de Franquia Chave na Mão, que entrega, literalmente, a chave do negócio nas mãos dos franqueados, incluindo mobiliário, fachada e sistemas, além de, no mínimo, 25 carros zero quilômetro na garagem.

No modelo convencional o investimento é bancado pelo franqueado, o que exigia dele capital de cerca de R$ 1 milhão. A diretora Kovac salienta que as novas operações serão enquadradas neste conceito. ""A Unidas adquire os carros e equipa a loja para ela funcionar. Na verdade, nós adiantamos o investimento do franqueado. Depois ele nos devolve tudo o que foi pago na montagem dela. Se gastamos R$ 250 mil, por exemplo, ele pagará R$ 250 mil, à vista"", explica. De acordo com a diretora, para atingir o ponto de equilíbrio de uma loja com 25 veículos (como Caxias do Sul), é necessário 19 locações por mês. Setor fatura R$ 3 bilhões A Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla) ainda não tem dados consolidados de 2006, mas de acordo com informações preliminares, o desempenho poderá ficar na faixa de 11% em relação a 2005, o que elevaria a movimentação total de locações de carros de R$ 2,91 bilhões em 2005 para R$ 3,21 bilhões ano passado.

Ontem, em apresentação dos resultados de 2006, a Localiza informou que teve alta de 30,8% na frota alugada, passando de 18,7 mil veículos no ano de 2005 para 24,4 mil unidades em 2006. A taxa de utilização da frota registrou crescimento de 6,7 pontos percentuais - 58,8% em 2005 para 65,5% em 2006. A projeção para 2007 é alcançar taxa de utilização de 70%. A empresa encerrou as atividades do ano passado com 46,6 mil veículos - 31,3 mil foram destinados para aluguel de carros e os restantes 15,3 mil para aluguel de frotas. A receita líquida consolidada da Localiza ano passado foi de R$ 357,2 milhões, alta de 31,7% em relação 2005. O lucro liquido atingiu R$ 138,2 milhões em 2006, alta de 29,8%. (Guilherme Arruda - Gazeta Mercantil).

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?