Retomada da economia gera resultados animadores para setor de pagamentos eletrônicos

Enviado em 03, Jan, 2018 às 13:00:00

Retomada da economia gera resultados animadores para setor de pagamentos eletrônicos

Retomada da economia gera resultados animadores para setor de pagamentos eletrônicos:  Balanço de 2017 da Acqio tem saldo positivo e espera surpreender em 2018


Retomada da economia! Está aí um assunto no qual todo brasileiro está interessado. Após três anos de muito sufoco, as pessoas não veem a hora de respirar aliviadas novamente. E mesmo que a situação esteja mudando bem lentamente, a notícia é boa: ela está melhorando. 

Quem tem muito a comemorar é o empresariado. Principalmente o setor de pagamentos eletrônicos. Segundo a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), as transações das maquininhas já alcançaram os 6,4 bilhões no primeiro semestre deste ano, valor 7,1% superior do que os cerca de 5,9 bilhões vistos nos primeiros seis meses de 2016. O aumento foi puxado principalmente por débito, que subiu 10,2% (de 3,2 bilhões para 3,5 bilhões). Crédito, por sua vez, foi de 2,7 bilhões para 2,8 bilhões (+3,5%). 

A associação diz ainda que o mercado de cartões deve alcançar o crescimento de dois dígitos em 2018, impulsionado pela migração aos meios eletrônicos e melhora macroeconômica. 

Crescimento inevitável 

O saldo positivo reflete certa realidade no Brasil: a necessidade do comércio em oferecer praticidade e modernização ao público consumidor, e o deste, em buscar facilidades e soluções que agregam valor ao seu dia a dia. Comportamentos que evidenciam cada vez mais a importância sobre o uso de ferramentas que promovem esse tipo de integração, como, por exemplo, os pagamentos eletrônicos - que são fundamentais para garantir maiores índices de confiança além de mais consumidores que não abre mão do cartão de crédito/débito ao empresário. 

Prosperidade assertiva

A Acqio, rede de franquias voltada ao segmento de pagamentos eletrônicos via POS (maquininhas de cartões) sente essa reação. Tanto que termina 2017 com um balanço positivo e estima que em 2018 o resultado surpreenda. Ao todo, foram conquistadas 260 novas unidades, e a projeção é de que feche os doze meses com o total de 650 unidades. Além disso, muitas maquininhas da marca foram vendidas. A estimativa é de que o comércio tenha adquirido, a quantia de 18 mil. O faturamento cresceu também, mas a marca não revela seus números.

Para 2018 a probabilidade é de que a Acqio triplique o número de franquias, cresça três dígitos em seu faturamento, e quintuplique a venda de maquinetas. “Temos duas fortes vertentes a nosso favor. Com a retomada da economia, as pessoas estão voltando a consumir não apenas o básico, mas produtos e/ou serviços que sempre gostaram, mas que deixaram de usufruir na época da crise. Além disso, o comportamento diante dessas compras mudou, hoje em dia, todo mundo quer pagar no cartão. A demanda é grande e estamos aqui para suprir essa necessidade”, falou Robson Campos, CEO da Acqio.

Investimentos e inovações

Em 2017 a Acqio se destacou no mercado de atuação. E para continuar “fazendo bonito”, a empresa acredita que investimentos e inovações serão grandes diferenciais - principalmente para manter o negócio atualizado e assim permanecer conquistando tanto o possível empreendedor, quanto o cliente final.

“Vamos oferecer novas modalidades de negócio para atingirmos todos os tipos de empreendedores do Brasil. Além disso, estamos finalizando a aceitação das principais bandeiras a serem aceitas pelas maquininhas. Quanto maior o leque de opções, maior o número de abrangência da marca”, disse o CEO.

O CEO acredita que quanto mais investimentos e novidades forem apresentados aos franqueados, maior será o índice de crescimento. “Atualmente as pessoas buscam novidades e variedades. O que mais atrai novos empreendedores e auxilia no crescimento das vendas é a variedade, pois é natural que quanto maior for o grupo de pessoas alcançados pelas opções, consequentemente aumenta o índice de crescimento e assim sucessivamente”, disse.

 Marca de oportunidade

Atuando no mercado desde 2014, a Acqio, que possui mais de 600 unidades espalhadas por todo o país, conta com um investimento de R$8.490,00 (taxa de franquia R$7.490,00 + capital de giro R$1mil).

A rede trabalha com três tipos de maquininhas: a VX685, que atua por meio GPRS e pode ser utilizada de maneira tradicional ou portátil. O valor para aquisição é de R$699,00 ou 12x de R$69,90; Outra opção é a VX690, com tecnologia 3G e WiFi. Esta pode ser utilizada também dentro e fora do estabelecimento, e possui o valor de R$899,00 ou 12x de R$89,90; E por fim, a MP20 que tem seu desenvolvimento através das conexões de GPRS e WiFi. Esse modelo leva medidas menores do que as maquininhas tradicionais e tem como foco atender trabalhadores autônomos, já que funciona sem a necessidade de uma conexão com tablet ou até mesmo um celular. O valor de aquisição desta maquininha é de R$ 699,00 ou 12x de R$ 69,90.

Acqio 

Fundada no interior de São Paulo, a Acqio atua no segmento de tecnologia e inovação, com soluções de pagamentos eletrônicos de cartões de crédito e débito por meio de equipamentos POS (WiFi e GPRS). A franquia nasceu da Join Venture entre dois grupos de investidores: uma empresa de tecnologia em pagamentos eletrônicos e outra com grande know How em gestão de Franchising e força de vendas. A Acqio surgiu no mercado como a primeira franquia de solução de pagamentos eletrônicos e começou sua atuação no mercado em agosto de 2015. Ela já possuiu mais de 600 unidades distribuídas em todo o país e oferece investimentos a partir de R$7.490,00.

Compartilhar: