Notícias / Negócios e Serviços / Franqueados Master House contam o segredo do sucesso de suas unidades

Franqueados Master House contam o segredo do sucesso de suas unidades

Operação comercial da marca é diferente em cada região do país. Em São Paulo, as demandas veem pela internet e, em Recife, dependem de parcerias com empresas

Compartilhe:   

Franqueados Master House contam o segredo do sucesso de suas unidades: Operação comercial da marca é diferente em cada região do país. Em São Paulo, as demandas veem pela internet e, em Recife, dependem de parcerias com empresas


A Master House não esconde sua preferência por investidores que tenham formação em Engenharia ou Arquitetura e, inclusive, lhes oferece descontos na taxa de franquia. Entretanto, empreendedores com alguma experiência anterior ou afinidade com o segmento de reformas e manutenções também fazem sucesso e são bem-vindos à rede.

É o caso do administrador Cristiano Costa que, após coordenar diversos projetos do setor da construção civil em sua trajetória profissional – que inclui desde a coordenação de uma academia de ginástica até um cargo de gestão em uma multinacional suíça, abriu uma unidade franqueada da Master House em São Paulo em 2015, em sociedade com seu sogro, o engenheiro aposentado Antônio Carlos Pimentel.

Como nenhum dos dois tinha tido um negócio próprio antes, apostaram na Master House por acreditarem que uma rede de franquias consolidada favoreceria as relações comerciais e os negócios. E a decisão foi bem certeira: segundo Cristiano, 90% das demandas chegam por intermédio do site da marca, que direciona para os clientes conforme o CEP que preenchem no cadastro.

As vendas da unidade Moema prosperaram tanto que há quatro meses, os sócios compraram mais uma operação da marca. “Escolhemos expandir para um bairro vizinho, a Vila Mariana, pois assim era possível manter a operação com uma única loja física. Gostamos da flexibilidade da marca que não nos obriga a estar fisicamente em dois locais para expandirmos”, conta Cristiano.

 

Operação em Recife

Já Paulo Zanetti é engenheiro elétrico e traz na bagagem uma carreira de 22 anos na área de telecomunicações e a experiência de morar em algumas capitais brasileiras. Em seu último emprego estava morando em Recife e, por lá decidiu fincar raízes, empreender e buscar qualidade de vida. Primeiro escolheu trabalhar com uma representação de um sistema de gestão, mas o momento econômico dificultou o crescimento dos negócios.  

Com isso, Paulo resolveu investir em um segmento que, mesmo com a crise, tivesse demanda: reparos e reformas na construção civil. E assim adquiriu de uma só vez em três unidades franqueadas da Master House - o que equivale a representar a marca em três bairros, porém, para ter sucesso teve que adaptar a operação na região. “Aqui em Pernambuco, as pessoas não estão acostumadas a contratar reformas e reparos pela internet nem tem a cultura de solicitar demandas simples. Então, a solução encontrada foi fechar parcerias com pessoas jurídicas que sempre precisam de reformas e reparos”, explica o investidor.  Para isso, embora tenha conhecimento na área, Paulo optou por contratar um engenheiro civil para cuidar das obras e, dessa forma, concentrar na gestão financeira e comercial das unidades.

 

O fundador

Os caminhos percorridos por Cristiano e Paulo até adquirirem a marca não são muito distintos dos do diretor-fundador da Master House. Em 2011, ainda trabalhando para uma das maiores instituições financeiras do país, Alan Comploier já flertava com a ideia de empreender, realizando estudos em diversos mercados para ter plena certeza de onde iniciar um negócio. Nessa época, precisando de um serviço de manutenção em sua residência, considerado simples, contratou uma franquia do segmento. Resultado: uma entrega bem abaixo das expectativas. A experiência abriu seus olhos para uma nova possibilidade.

- Leia também: MASTER HOUSE OFERECE 10% DE DESCONTO NA TAXA DE FRANQUIA A ENGENHEIROS E ARQUITETOS

Assim, após se aprofundar, analisar a futura concorrência e entender as falhas mais comuns, fundou, em 2012, aos 24 anos, a Master House Manutenções e Reformas. Embora o modelo tenha nascido já com a ideia de se tornar franquia, o empresário continuou realizando análises de mercado, adaptando o modelo, melhorando a estrutura e o funcionando com sua unidade própria. Então, somente ao final de 2014, decidiu por aderir ao sistema de franchising. Desde o período em que passou a franquear, a empresa teve um crescimento de aproximadamente 370% em faturamento.

Clique aqui e saiba como ser um franqueado Master House

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?