Início / Notícias / Negócio Próprio / É empreendedor e está endividado? O Sebrae pode te ajudar

É empreendedor e está endividado? O Sebrae pode te ajudar

O portal Acredita traz orientações e uma calculadora para que os empreendedores possam conquistar conhecimento, reduzir as dívidas e investir no crescimento do negócio

É empreendedor e está endividado? O Sebrae pode te ajudar

Compartilhe:   

Em junho deste ano, 78,8% das famílias brasileiras estavam endividadas. É o que aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Comparado ao mês anterior, o resultado é estável, porém ainda indica uma situação de alerta, pois demonstra mais cautela por parte dos brasileiros para não acumularem dívidas, o que pode afetar o consumo nos pequenos negócios.

O levantamento mostra também que o percentual total de famílias com dívidas em atraso aumentou para 28,8%, permanecendo abaixo do registrado em junho de 2023. Além disso, houve um aumento de 0,3 pontos percentuais das famílias com dívidas em atraso por mais de 90 dias, chegando a 47,6% do total de endividados.

Entre os pequenos negócios, o cenário não é diferente. A Pesquisa “Pulso dos Pequenos Negócios”, do Sebrae, realizada em maio deste ano, revelou que a inadimplência impacta uma a cada quatro empresas e as dívidas em atraso representam, no mínimo, 30% das despesas. O levantamento do Sebrae acrescenta que a situação é pior para os microempreendedores individuais (MEI). Nesse universo, o percentual de endividados chega a 26%. O peso das dívidas também é maior entre os MEI e representam cerca de 63% do total das despesas desses negócios.

Weniston Abreu, gerente adjunto de Capitalização e Serviços Financeiros, alerta sobre um dos grandes erros dos empreendedores quando se fala em finanças.

"Muitos empresários tomam decisões erradas, acreditando que podem corrigir as contas aplicando seu próprio dinheiro na empresa ou contraindo empréstimos na pessoa física para usar os recursos no negócio. Isso acaba confundindo as contas e não é bom para a saúde econômica particular e do negócio.  Weniston Abreu, gerente adjunto de Capitalização e Serviços Financeiros.

Como o Sebrae pode ajudar?

Para apoiar os pequenos negócios, o Sebrae disponibilizou o portal Acredita, para fornecer orientações de qualidade para os empreendedores. A ferramenta contém uma jornada que desperta no empresário a necessidade de fazer uma leitura mais aprofundada e a análise dos dados financeiros de seu empreendimento, antes de se lançar aos bancos para contratar um empréstimo. O empresário que visitar o portal poderá conhecer realmente as finanças de sua empresa e, de posse de todas as informações, partir para um retrato do seu negócio por meio da calculadora disponível na página.

Nela, o empreendedor vai preencher campos relativos a volume de venda, aos custos com fornecedores, entre outras informações. Um guia rápido sobre a ferramenta está disponível para download e, caso precise, o empresário pode ainda buscar a consultoria do Sebrae por meio da Central de Relacionamento e demais canais de comunicação.

Fonte

Agência Sebrae 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?