Início / Notícias / Negócio Próprio / Previsão de aumento do salário-mínimo deve estimular consumo nos pequenos negócios

Previsão de aumento do salário-mínimo deve estimular consumo nos pequenos negócios

Proposta enviada pelo governo federal por meio do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias 2025 também sinaliza manutenção do controle das contas públicas

Compartilhe:   

A estimativa do governo federal para o salário-mínimo em 2025 está em R$ 1.502, uma alta de 6,37% em relação aos R$ 1.412 atuais. A proposta do novo valor está prevista no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) do próximo ano, que traz orientações para a elaboração do Orçamento 2025.

O texto foi enviado pelo Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) ao Congresso Nacional nesta segunda-feira (15). A equipe econômica do Executivo também propôs no PLDO a meta de déficit zero nas contas públicas, o que sinaliza a manutenção do controle fiscal.

Em 2023, cálculo feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontou que o reajuste do salário-mínimo injetaria R$ 70 bilhões na economia. O presidente do Sebrae, Décio Lima, avalia que essa expectativa deve se manter para o ano que vem, tendo em vista que o crescimento está no mesmo patamar, com acréscimo de R$ 90.

"O aumento do salário-mínimo significa mais dinheiro circulando, consequentemente mais poder de compra. Na prática, é a economia aquecida. Para os empreendedores de pequenos negócios representa ampliar mercado e oportunidades, com geração de emprego e renda." Décio Lima, presidente nacional do Sebrae.

Décio Lima reforça que este aumento impacta a economia e a renda das pessoas de um modo geral. O aumento de 2025 segue a nova política de valorização do mínimo a cada ano.

Fonte

Agência Sebrae 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?