Início / Notícias / Negócio Próprio / Pequenos negócios foram responsáveis por 60% das vagas de emprego em fevereiro

Pequenos negócios foram responsáveis por 60% das vagas de emprego em fevereiro

Levantamento feito pelo Sebrae aponta que as micro e pequenas empresas realizaram 177,1 mil novas contrações somente no segundo mês do ano

Pequenos negócios foram responsáveis por 60% das vagas de emprego em fevereiro

Compartilhe:   

Em fevereiro, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por gerar aproximadamente 58% das vagas de empregos criadas no Brasil. Do total de 306 mil postos, os pequenos negócios realizaram 177 mil novas contratações. É o que mostra o levantamento feito pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

De acordo com o estudo, o resultado alcançado pelas MPE em fevereiro foi 21% maior que o verificado no mesmo mês em 2023. Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, os números do Caged reforçam a expectativa de continuidade de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e demonstram a força dos pequenos negócios para a economia do país.

Das quase 475 mil novas vagas criadas nos dois primeiros meses no país, cerca de 60% estavam nas MPE. Um saldo de novos empregos 29% superior ao verificado no mesmo período do ano passado. “Os dados de geração de emprego confirmam o acerto das medidas implementadas pelo presidente Lula e o vice Geraldo Alckmin. Depois de um ano excelente, em que os resultados econômicos superaram todas as expectativas, começamos 2024 com notícias ainda mais positivas. Nesse contexto, os pequenos negócios seguem sendo fundamentais para que possamos alcançar esse patamar de quase 60% dos empregos criados no país. E temos potencial para crescer ainda mais”, destaca Décio Lima.

Em fevereiro, os setores de Serviços (96,4 mil), Indústria da Transformação (27,2 mil) e Construção (25,8 mil) foram os que mais contribuíram para a geração de empregos nas MPE. Nas médias e grandes empresas (MGE), os setores responsáveis pela criação de vagas de trabalho foram semelhantes aos pequenos negócios: Serviços (69,4 mil), Indústria da Transformação (24,9 mil) e Construção (9,5 mil). Agropecuária e Comércio tiveram saldo negativo (6,2 mil e 262 vagas, respectivamente).

As atividades que mais contribuíram para o fomento do emprego no país em fevereiro de 2024, considerando as micro e pequenas empresas foram: “Construção de edifícios” (10 mil vagas), “Ensino Fundamental” (9,3 mil vagas) e “Educação Infantil – Creche” (8,5 mil vagas). No geral, a administração pública, em geral (18,2 mil), “Ensino Fundamental (17,7 mil) e a “Construção de edifícios” (11,8 mil vagas) tiveram maior destaque.

Números do CAGED:

Em fevereiro de 2024 as MPE foram responsáveis por 58% do total de empregos gerados no país: foram 177 mil novas contratações.
As Médias e Grandes Empresas geraram 98 mil postos de trabalho, o que corresponde a 32% do total de empregos neste mês.
No acumulado do ano, o país já apresenta 475 mil novas contratações, entre as MPE foram 284 mil vagas criadas, o que equivale a 60% do total de empregos gerados. Já as MGE detêm 138 mil, representando 29% do total de novas vagas em 2024.

Fonte

Divulgação

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?