Notícias / Negócio Próprio / Mês dos Pais: empreender em família melhora os laços afetivos e profissionais

Mês dos Pais: empreender em família melhora os laços afetivos e profissionais

Em seu artigo mensal, o CEO do Cebrac, Rogério SIlva, enfatiza que apenas 30% das empresas familiares chegam à 3ª geração

Compartilhe:   

O empreendedorismo é uma alternativa para pessoas que pretendem crescer profissionalmente e empreender com a família. É pensar em negócios ao mesmo tempo que se pensa nas gerações futuras e nas tradições familiares. Dessa forma, a empresa pode se fortalecer e se organizar ao longo dos anos. 

A criação de um negócio no núcleo familiar pode ser benéfico. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), mais de 90% das empresas brasileiras constituídas são formadas por familiares. 

Em uma empresa familiar, os colaboradores são mais próximos e consequentemente a comunicação é mais clara. Existe mais confiança, mais flexibilidade e os valores dos membros são compartilhados. Porém, os laços afetivos e profissionais se misturam, e apesar dos benefícios, também é necessário se atentar às dificuldades. 

A retenção e fidelização de clientes, sucessão do negócio e manter a essência da empresa podem ser pontos de dificuldade em um empreendimento familiar. Por essas razões, algumas companhias formadas por famílias não conseguem ter continuidade. De acordo com um estudo realizado pelo Banco Mundial, apenas 30% das empresas familiares chegam à 3ª geração, e apenas 15% destas sobrevivem a ela. 

Porém, é em meio a dificuldades e desafios que surgem oportunidades. Após ser contratado como professor pelo Cebrac (Centro Brasileiro de Cursos) nos primeiros anos da minha carreira, tive a oportunidade de receber uma unidade da franquia com o meu pai. Tanto ele como meus tios, Sônia e João, tiveram participação efetiva na gestão da unidade de Maringá.

Atualmente, como CEO do Cebrac, pude perceber que crescer profissionalmente na área de educação não é uma tarefa fácil, ainda mais quando se cogita abrir um negócio. Entretanto, empreender nesse ramo significa trabalhar com propósito. Ter iniciativa inclui muitos pontos a serem trabalhados, como as ferramentas de ensino e a plataforma de seu empreendimento. Tudo depende da sua qualificação, disposição e responsabilidade para investir na educação.

Com uma ideia inovadora, um plano de negócios e bons relacionamentos familiares, sua empresa pode trazer grandes benefícios e sucesso para você e toda a sua família! 

 

Rogério Silva, CEO do CEBRAC

 

*Rogério Silva, CEO do CEBRAC e um dos Gurus da plataforma Sua Franquia. 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?