Início / Notícias / Negócio Próprio / Cerca de 70% dos empregos gerados este ano estão nas micro e pequenas empresas, aponta Sebrae

Cerca de 70% dos empregos gerados este ano estão nas micro e pequenas empresas, aponta Sebrae

Levantamento foi realizado a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No acumulado, foram quase 710 mil novos postos de trabalho no segmento

Cerca de 70% dos empregos gerados este ano estão nas micro e pequenas empresas, aponta Sebrae

Compartilhe:   

As micro e pequenas empresas continuam mantendo o fôlego e sustentando o saldo positivo de empregos no país. Levantamento feito pelo Sebrae, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que, este ano, as MPE já criaram quase 710 mil vagas de trabalho, o que corresponde a aproximadamente 70% do total de empregos formais gerados no período (pouco mais de 1 milhão de vagas). O quadro é semelhante ao que já havia sido registrado nos primeiros semestres de 2021 e 2022. 
 
O presidente do Sebrae, Décio Lima, ressalta que a criação de empregos no país poderia ser ainda melhor, caso os pequenos negócios tivessem uma participação maior nas compras públicas. “Ampliar a participação das micro e pequenas empresas nas compras governamentais – que hoje é de 30% - é uma das bandeiras do governo do presidente Lula. Este pode ser um poderoso instrumento para impulsionar ainda mais os pequenos negócios”, comenta. “Entretanto, mesmo enfrentando uma taxa de juros absurda e que inibe o investimento, as micro e pequenas empresas deram, mais uma vez, uma contribuição inestimável à manutenção do emprego no país”, acrescenta Décio Lima. 
 
Entre janeiro e junho deste ano, os pequenos negócios do setor de Serviços geraram mais de 394 mil contratações, seguidos pelas empresas de construção (147 mil), Indústria da Transformação (72 mil) e Comércio (60 mil). 
 
Em todos os segmentos, as micro e pequenas empresas apresentaram saldo positivo no mês de junho de 2023, já entre as Médias e Grandes Empresas, houve o registro de saldos negativos no Comércio (-5.275) e Construção (-2.544). Os destaques entre as MGE ficaram com as empresas de Serviços (18.302), Agropecuária (5.812) e Indústria da Transformação (2.055). 
 

No mês passado, o Brasil teve um saldo positivo de 157 mil novas vagas, onde as micro e pequenas empresas representaram 72% do total (113 mil). Já as médias e grandes tiveram uma participação de 13% no total de vagas (19 mil vagas). Em comparação ao mês anterior (maio), foram gerados quase 5 mil empregos a mais, nas micro e pequena empresas. Já em comparação a junho de 2022, as vagas das micro e pequenas empresas representam 9 pontos percentuais a mais no geral, passando de 63% para 72% do total.


Números do Caged 
 

  • No 1º semestre de 2023, o Brasil acumulou de 1,02 milhão de postos de trabalhos formais criados.
  • As MPE foram responsáveis por 709 mil (quase 70%) das novas contratações. 
  • As micro e pequenas do setor de Serviços criaram 394 mil novos empregos no acumulado de 2023.
  • Em junho deste ano, as MPE geraram 113 mil empregos.

Fonte

Agência Sebrae 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?