Início / Notícias / Finanças / A empresa também precisa investir: tudo que você precisa saber para proteger e rentabilizar o caixa da sua empresa

A empresa também precisa investir: tudo que você precisa saber para proteger e rentabilizar o caixa da sua empresa

Em artigo, a colunista da plataforma Sua Franquia, Carol Paiffer, explica como o empresário pode usar o caixa da empresa para aumentar ganhos

A empresa também precisa investir: tudo que você precisa saber para proteger e rentabilizar o caixa da sua empresa

Compartilhe:   

Quando falamos em investimento, é natural pensar apenas na pessoa física, em investir pelo CPF. E acho que é a melhor forma de começar. No entanto, quando falamos de investimentos dentro do empreendedorismo, precisamos pensar também no caixa da empresa.

Crises vêm e vão, ciclos econômicos mudam e não apenas nossa conta-corrente pode ser afetada. E como eu sempre falo, caixa é rei.

Nesse artigo, vou explicar o que você precisa saber para começar a investir como PJ.

Cuidados necessários

Investir como pessoa jurídica pode trazer um pouco mais de burocracia que a PF. Alguns dados de identificação podem ser exigidos ao abrir uma conta de investimento jurídica como:

  • última alteração contratual do negócio;
  • demonstração de resultado do exercício (DRE);
  • balanço patrimonial;
  • declaração de faturamento dos últimos 12 meses.

É importante que, caso a empresa não tenha os 12 meses requerido, o seu contador faça uma nota simples explicando o tempo e o faturamento da empresa.

Além disso, alguns investimentos não estão disponíveis, como o tesouro direto ou não contam com o benefício da isenção fiscal, como as LCIs e LCAs, dividendos de ações ou vendas de ações com volume financeiro superior a R$ 20 mil por mês.

Escolha o investimento certo e diversifique seu risco

Qual o investimento certo?

Depende do seu objetivo, caixa disponível e planejamento financeiro, podendo investir nos produtos tradicionais de renda fixa e variável, bem como ter uma parte do caixa para aquisição de empresas para o fortalecimento do seu negócio.

Como dito antes, há algumas diferenças nos produtos de renda fixa e variável do CPF para o CNPJ. Confira:

  • CDB: não há diferença entre PJ e PF;
  • LCA e LCI: não há isenção de imposto de renda para pessoa jurídica;
  • Tesouro Direto: não pode ser investido por pessoa jurídica;
  • Fundo de Investimento: mesmas regras para PF e PJ.

Todo investimento traz um certo risco. No entanto, diversificar os produtos ameniza esses riscos e aumenta a rentabilidade.

Invista em conhecimento e pessoas

Além dos produtos financeiros, é importante que você também invista em capital intelectual e no seu time. Pessoas precisam de pessoas, compram e vendem para pessoas.

Cuide para que seu time tenha acesso a treinamentos, mentorias, imersões, livros e cursos em geral. Isso fará com que ele se sinta valorizado e entregue mais performance em suas demandas.

Entenda o conceito de “investimento” com algo que traz retorno.

Se você não reter pessoas no seu time e estagnar no seu aprendizado e no deles, dificilmente seu negócio terá longevidade.

Pessoas sempre serão o seu melhor ativo.

Carol Paiffer

*Por Carol Paiffer é cofundadora e CEO da Atom S/A,  empresa de traders e publicadora de conteúdos educacionais sobre educação financeira, mercado financeiro e empreendedorismo de toda a América Latina.  A empresária atua no mercado financeiro desde 2005, é investidora no programa Shark Tank Brasil e sócia do Instituto Êxito de Empreendedorismo, onde é a única mulher em meio a 33 homens e fundou o Êxito Ladies, o braço feminino do projeto, para incentivar outras mulheres a aprender sobre empreendedorismo e acelerar seus projetos. 

Carol é colunista da Plataforma Sua Franquia em sua coluna mensal, a empresária falará sobre empreendedorismo, finanças e demais temas correlatos. 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?