Para atrair novos negócios, Paraguai oferece vantagens e redes de franquia colocam país vizinho na mira para expansão

Aluguéis mais baratos de pontos comerciais e sistema tributário menos complexo colaboram com a entrada de redes brasileiras no país

Proximidade que facilita a logística, vantagens fiscais e custo de produção mais em conta são algumas das vantagens que o Paraguai tem oferecido para atrair fábricas e novos negócios para o país que trabalha para fortalecer sua economia. O esforço tem dado certo e conforme o Fundo Monetário Internacional o Paraguai deve ver sua economia crescer 4% neste ano.

Muito disso se deve às empresas e indústrias que têm descoberto no país vantagens que o equipara a China, porém, vizinho e muito mais próximo e fácil de lidar do que o gigante asiático. Desde que foi criada em 2000, a Lei Maquila já favoreceu a entrada de 116 novas empresas no país, 80% delas são brasileiras. Quando se comparam os custos de produção e instalação entre Brasil e Paraguai não há como competir dizem os empresários. A Lei Maquila prevê isenção de impostos na importação de maquinário e matéria prima e também taxa em apenas 1% de tributo dos negócios que abrirem fábricas naquele país e exportarem a totalidade da produção

E as vantagens não param por aí apenas beneficiando as indústrias. Aspectos como aluguéis mais baratos de pontos comerciais e sistema tributário menos complexo também colaboram com a entrada de outros negócios como as redes de franquias que já começam a mirar o país para expansão e internacionalização de suas marcas. Um exemplo: no que se refere a impostos trabalhistas e previdenciária, a empresa paga ao governo daquele país 16,5% e o empregado 9%. O país também conta com um sistema denominado "10-10-10" que facilita os empresários a pagarem 1o% ao governo de imposto de renda pessoa jurídica, mais 10% de IR pessoa física e 10% de IVA (similar o ICMS).

Quem atesta o sucesso de se instalar unidades no país vizinho são as redes de franquias cariocas Empada & Café e Champion Fried Chicken. Nascidas em 2016, as redes contam com 14 cafeterias, 03 restaurantes,  04 food trucks e uma fábrica com produção própria e agora mira o Paraguai. A unidade instalada em novembro passado tem ido bem e deve ser apenas a primeira no país vizinho. Conforme a marca, só existem vantagens em se investir lá.

"Para você ter uma ideia, no Brasil o aluguel de uma das minhas lojas custa R$ 16 mil ao mês. No Paraguai, eu pago R$ 45 mil ao ano. Penso em continuar expandindo naquele país. Já tenho duas propostas em duas cidades que estamos negociando", explica Maria Selma Mata, CEO da Champion Fried Chicken.

A Lava e Leva, rede de franquias de lavanderia, criada em 2014, também vem marcando presença no Paraguai. A primeira unidade foi inaugurada em Katueté, em 2017, e agora em abril deste ano, a rede inaugurou a segunda unidade no país, em Pedro Juan Caballero. De acordo com a marca, o Paraguai vem apresentando crescimento econômico e aumento de procura por novos serviços e tecnologias, inclusive levadas por brasileiros. As duas novas lojas são, inclusive, de brasileiros que foram morar no país. A marca ainda possui interesse em expandir para as cidades maiores como Assuncion, Encarnacion e Ciudad del Leste.

Fonte: SuaFranquia - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você