Notícias / Especial / ABF faz acordo para promover exportações

ABF faz acordo para promover exportações

Compartilhe:   

SALVADOR, 12 de janeiro de 2007 - A Associação Brasileira de Franchising (ABF) acaba de renovar o acordo com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para o biênio 2007/08 e projeta aumentar em pelo menos 20% o número de 13 empresas nacionais que implantaram franquias no exterior nos últimos dois anos. A parceria prevê R$3,3 milhões em investimentos para o fomento de exportações das franquias brasileiras. Os recursos são aplicados como subsídio para a participação das organizações nas principais feiras de negócios em franquia do mundo.

O diretor-executivo da ABF, Ricardo Camargo, explica que do total investido, a Apex-Brasil será responsável por R$1,6 milhão (cerca de 48%) e o restante virá da ABF e de redes de franquia participantes do projeto. O dinheiro é direcionado principalmente para a cobertura de despesas com viagens e pesquisa de mercado. 'O volume de recursos é o dobro do liberado na primeira etapa do acordo (biênio 2005/06), oferecendo ainda mais oportunidades para a internacionalização das franquias brasileiras', destaca. O primeiro biênio da parceria levou 13 franquias nacionais para oito feiras de franchising no México, Estados Unidos, Portugal e Espanha. Segundo Camargo, o plano de intercâmbio empresarial para 2007/08 prevê a participação de redes brasileiras em feiras de negócios e missões comerciais em dez países: Argentina, Chile, Colômbia, México, Equador, Peru, Estados Unidos, Portugal, Itália e Espanha.

Duas missões já estão agendadas para este ano, no Chile e Peru, e duas para 2008, na Colômbia e Equador. 'Apostamos muito no mercado da América do Sul. Além de ser muito potencial, tem as vantagens da proximidade com o Brasil, do entendimento do idioma e a semelhança no estágio de recuperação econômica desses países', comenta. Camargo diz que a presença nas feiras varia de acordo com os mercados de interesse das redes que integram o projeto. 'Nossa expectativa com esse segundo convênio é consolidar o franchising nacional como um diferencial atraente para investidores internacionais e proporcionar essa experiência para um número ainda maior de empresas', afirma o executivo, ressaltando que a ABF atua dando suporte e orientação às redes interessadas no processo de expansão internacional. Das franquias brasileiras participantes da primeira fase do projeto, várias já abriram lojas no exterior.

A Livraria Nobel, por exemplo, inaugurou cinco unidades em Portugal e Espanha e uma em Angola. A Showcolate implantou dez unidades nos Estados Unidos, três em Portugal e está com mais de 30 franquias em processo de abertura em diversos países. Já a Golden Services iniciou a implementação de duas unidades no México e um acordo de joint venture em Portugal. Também no México, a China in Box já tem três unidades abertas. A escola de idiomas Wizard abriu duas unidades em Portugal e a Bit Company engrenou projetos de franquias no Equador e Argentina. A rede Carmen Steffens iniciou uma franquia em Portugal e outra no México. A Oceanic e a Spoletto fecharam acordos em Portugal e México, respectivamente, enquanto a Mundo Verde inaugurou uma unidade em Angola e a Marisol, em Portugal. De acordo com a ABF, atualmente cerca de 35 companhias brasileiras possuem franquias fora do país. (Correio da Bahia).

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?