Início / Notícias / Casa e Construção / Casa do Construtor quer abrir mais 20 lojas até o final do ano

Casa do Construtor quer abrir mais 20 lojas até o final do ano

Inédita no segmento, rede conta com 50 unidades em nove estados

Casa do Construtor quer abrir mais 20 lojas até o final do ano

Compartilhe:   

A Casa do Construtor – que atua no ramo de locação de equipamentos para a construção civil – marcou presença na 19ª edição da ABF Franchising Expo com uma meta ousada: contatar investidores interessados em abrir um negócio diferenciado e, assim, terminar o ano de 2009 com mais 20 unidades franqueadas. 

Atualmente, a rede conta com 50 unidades em nove estados brasileiros. Está há quatorze anos no mercado e orgulha-se de nunca ter fechado uma unidade franqueada. “Tivemos um caso de repasse motivado por problemas pessoais do franqueado”, lembra o franqueador Altino Cristofoletti Jr. “Nosso negócio é bastante rentável, mas requer dedicação do franqueado. E nós da franqueadora também fazemos muito investimento em prol da rede”.

Numa unidade da Casa do Construtor, profissionais que atuam na construção civil, construtoras e pessoas comuns que estejam executando uma reforma em sua casa, por exemplo, podem locar equipamentos de pequeno e médio porte – ferramentas elétricas, rompedores; compactadores, betoneiras, painéis e acessórios para andaimes, etc. “O grande diferencial, além do preço e comodidade, é que todos os equipamentos obedecem às normas de segurança e são adquiridos de fornecedores homologados.  Oferecem segurança, economia e rapidez para quem os usa”, reforça o também franqueador, Expedito Arena. “Eles saem da loja revisados e o locatário recebe todas as instruções de como manuseá-los”.

O investidor que quiser atuar neste ramo conta com dois fatores positivos. Arena explica que, no Brasil, a cultura de locação está em expansão. “Também é animador ver que a construção civil no Brasil está num bom momento. E apesar de atendermos o varejo, ou seja, os pequenos, este crescimento vem se refletindo em nossa rede”.

O investimento médio numa unidade da Casa do Construtor é de R$ 450 mil ( sem ponto comercial). O valor varia de acordo com a cidade na qual será instalada. “Há bastante espaço no Brasil para a nossa rede”, adianta Altino Cristofoletti Jr., lembrando que a rede recomenda a abertura de franquias em localidades com mais de 60 mil habitantes.

Os franqueados contam com apoio e consultoria técnica da franqueadora; software de gerenciamento, Central de Compras e a Universidade Casa do Construtor – que, continuamente, elabora programas de treinamento para toda a rede inclusive em parceria com fornecedores. “Mantemos, ainda, uma auditoria constante, feita pela Bureau Veritas, que checa como a rede caminha nos âmbitos da Qualidade, Saúde e Segurança, Responsabilidade Social e Ambiental”, ilustra Cristofoletti. “Boas práticas administrativas e operacionais fazem parte dos nossos valores”, completa Expedito Arena.

Sobre:
Tipo de Negócio: Locação de equipamentos para construção civil
Ano da Fundação: 1993
Início da Franquia no Brasil: 1998
Investimento médio inicial (sem a taxa de franquia): R$ 450 mil
Taxa de Franquia: de R$ 25 mil a R$ 50 mil
Royalties: 8% Faturamento Bruto
Fundo de Publicidade: 2% Faturamento Bruto
Área mínima de uma unidade: 250 m2 (galpão)
Número de funcionários por unidade: 4
Faturamento médio:  de R$ 40 mil a R$ 50 mil
Lucro líquido: 50% ( requer reinvestimento de, em média, 20%)
Prazo de retorno do investimento: de 24 a 30 meses
Regiões de interesse: Brasil
Suporte ao franqueado: Por exemplo: Apoio e consultoria técnica, software de gerenciamento, Plano de Negócios, Central de Compras, auxílio na escolha do ponto comercial, consultoria contábil e jurídica; assessoria de marketing, assessoria de imprensa, etc

Clque aqui e confira as entrevistas do franqueador, Altino Cristofoletti e do franqueado Francisco Maciel da Casa do Construtor

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?