Galetus quer se transformar em franquia

Com investimentos de quase R$ 6 milhões nos próximos meses, a rede Galetus quer ganhar o Brasil. O começo deve ser pelos vizinhos Paraíba e Rio Grande do Norte, que poderão receber as primeiras franquias do grupo. Com recursos próprios, a empresa vai ampliar sua atuação na Região Metropolitana do Recife - em Olinda e na Madalena (Zona Norte da capital). Juntas, os novos restaurantes empregarão mais de 200 pessoas.

Um dos empreendimentos é o Centro de Beneficiamento, instalado no bairro do Arruda (Zona Oeste do Recife). Já em funcionamento, a unidade consumiu R$ 420 mil entre estrutura e equipamentos. Lá vão trabalhar 25 pessoas, que já foram contratadas para atuar na padronização dos alimentos. O empreendimento é parte da estratégia de crescimento da empresa. “Precisávamos fazer alguns ajustes para podermos nos tornar uma franquia e para continuar crescendo”, comenta o diretor de marketing da empresa, Felipe Lemos.

Quando estiver funcionando, o Centro de Beneficiamento vai atender às quatro unidades da empresa que existem hoje. Mas esse número vai mudar. Até o fim deste ano serão cinco, com a nova loja em Olinda; e em 2013 serão seis, com a da Madalena. Em Olinda, onde foi adquirido um prédio, o investimento será de R$ 1,5 milhão. No Recife, a churrascaria será erguida a partir de um terreno baldio e total de dinheiro aplicado será de R$ 4 milhões: a previsão é que funcione ainda no primeiro semestre de 2013.

Já em quantidade de funcionários, as duas unidades têm quantitativos mais próximos: 80 em Olinda e 100 na Madalena. Os interessados em candidatarem-se às vagas podem procurar a B&R Consultoria (www.berconsultoria.com.br). Os novos colaboradores vão aumentar em 61% o quadro de empregados do grupo, que existe há oito anos e atualmente conta com 331 trabalhadores.

Franquia
O Galetus também vai incrementar os negócios via franchising. Felipe Lemos explica que as primeiras franquias estão planejadas para se concretizarem em dois ou três anos. “Estamos nos estruturando bem para não termos problemas e não mancharmos nossa marca”. As unidades devem ser instaladas em Natal e João Pessoa, de onde partiram pedidos que motivaram a Galetus a considerar este modelo de negócios. “São cidades turísticas e que estão em expansão”, justifica o executivo.

Atualmente, uma consultoria trabalha na adequação da Galetus ao formato de franquedora e os valores para investidores interessados ainda não foram definidos. O diretor de marketing adianta, porém, que o perfil do empresário será o critério mais importante: “Não é todo mundo que ter a licença, só quem tem o perfil. Não basta ser só um investidor”, alerta.
 
O movimento do Galetus mirando a franquia como alternativa de expansão segue uma tendência de empresas pernambucanas que viram franqueadoras, como o Spettus, que já tem unidade na Região Sul do país. A Fri-Sabor é outro exemplo. A fabricante e vendedora de sorvetes já está na etapa final do processo de formatação da franquia, com o cadastro de interessados. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), Pernambuco é líder no Nordeste em franqueadores.

Fonte: Jornal do Commercio - http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/pernambuco/noticia/2012/07/29/galetus-quer-se-transformar-em-franquia-50712.php

Encontre a melhor franquia para você

-->