Início / Notícias / Alimentação e Food Service / Sebrae: Uma em cada 10 empresas de panificação no Brasil foi aberta em 2023

Sebrae: Uma em cada 10 empresas de panificação no Brasil foi aberta em 2023

Levantamento feito pelo Sebrae mostra que existem atualmente cerca de 292,7 mil empresas registradas nesse setor de atividade

Sebrae: Uma em cada 10 empresas de panificação no Brasil foi aberta em 2023

Compartilhe:   

O mercado de panificadoras está cada vez mais aquecido. É o que mostra um levantamento realizado pelo Sebrae com base nos dados do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da Receita Federal do Brasil (RFB). Atualmente, existem no país mais de 292,7 mil empresas no ramo, entre microempreendedores individuais (MEI) e micro e pequenas empresas. Desse universo, quase 9% (25,8 mil) foram abertas somente este ano. Além disso, segundo o Instituto de Desenvolvimento das Empresas de Alimentação (IDEAL), de janeiro a maio de 2023, o setor já faturou mais de R$ 58 bilhões, aproximadamente R$ 7 bilhões a mais que o registrado no mesmo período no ano passado.

Karyna Muniz é consultora empresarial e proprietária da Misturinhas da Ka (@misturinhasdaka). Por 12 anos ela foi analista do Sebrae São Paulo. Formada em gastronomia, em 2022, iniciou o novo negócio no setor de panificação e confeitaria depois do período da pandemia. Desde pequena já vendia bolos, teve seu próprio buffet na juventude e já foi chef de cozinha e executiva no ramo.


O projeto começou como um blog para dar dicas de alimentação, viagens e vinhos, que depois migrou para o Instagram. Depois de participar de alguns encontros sobre fermentação natural, Karyna começou a preparar pães saborizados para consumo próprio. Com a pandemia, os amigos começaram a pedir os pães que viam ela postar – com ingredientes como cranberry, matchá e infusão de rosas brancas.

“Vi ali uma oportunidade de explorar esse universo da panificação artesanal em casa. Acabei percebendo que poderia comercializar como forma de presente, de carinho, que as pessoas poderiam oferecer às outras no meio da pandemia”, explicou.

Hoje, ela tem uma parceria com uma padaria para expandir os negócios e com uma empresa de antepastos. “Os pães passaram a ser uma prioridade para mim. Vamos modelar esse projeto, expandir. A gente nunca cresce sozinho”, contou. Além disso, Karyna tem realizado eventos e parcerias que a fizeram crescer no último ano. “O céu é o limite para a história do nosso negócio. Nunca pensei que fosse tão incrível trabalhar com pão”, vislumbra.

Avaliação

A analista de Competitividade do Sebrae Mayra Viana vê com entusiasmo este momento do setor. “Assistimos muitas empresas fechando durante a pandemia e agora vivemos um momento de retomada. O ritmo de crescimento é menor do que o ano passado, pois a queda foi muito grande em 2020 e 2021. É um mercado que ainda tem muito a crescer”, disse. Mayra ressalta ainda que aproximadamente 22% da população brasileira frequenta padarias e confeitarias diariamente, o que representa quase toda a população da Argentina.

Para continuar com as vendas em alta, a analista reforça alguns cuidados que os micro e pequenos empresários devem estar atentos. “Ter um cuidado especial com a produtividade e a gestão dos processos, com a matéria-prima, estoque e os gastos”, ressaltou a analista do Sebrae.

“Além disso, os empreendedores devem estar antenados e se antecipar à mudança de comportamento do consumidor. Divulgar bem os produtos e serviços é algo que também não pode faltar. Isso é algo que os MEI fazem muito bem, pois conversam diretamente com o consumidor final e os negócios podem explorar mais isso”, comenta.

Fonte

Agência Sebrae 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?