Franquias de Entretenimento e Brinquedos

Com muito espaço para ser aproveitado, o segmento de Entretenimento e Brinquedos está inserido no setor Entretenimento e Lazer que como um todo cresce no setor de franquias. Somente em 2017, o segmento
aumentou seu faturamento em 3,7% saltando de R$2.085 bilhões em 2016 para R$2.162 bilhões no ano seguinte, conforme levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Franchising - ABF. O número de unidades abertas também cresceu na mesma medida com um aumento de 3,6% em comparação ao ano anterior.

Além, de redes de lazer, o segmento que compreende também as redes de franquias que comercializam brinquedos tem motivos para estar otimista em relação a sua expansão. Conforme a Associação Brasileira dos
Fabricantes de Brinquedos – Abrinq, o setor cresce com consistência há uma década. Em 2017, o saldo fechou positivo com crescimento de 9,5% em relação ao ano anterior em que o faturamento chegou a R$ 6 bilhões. A perspectiva da entidade é que até 2021, os brinquedos nacionais representam 70% do que é vendido no país retomando o espaço perdido para produtos importados de países como a China, por exemplo.

Por ser um segmento um pouco menor, ele apresenta bastante espaço para ser explorado ainda e boas ideias podem resultar em negócios rentáveis para franqueadores e franqueados. Outra vantagem, é a possibilidade de explorar com pioneirismo algumas cidades e regiões. Diversificado, o setor apresenta tanto opções de franquias com megastores de investimento alto, como também microfranquias com baixo custo.