Como abrir uma lanchonete

O setor de alimentação é um dos mais promissores e resistentes aos períodos de instabilidade econômica. Dentro desse ramo, as lanchonetes figuram como uma das opções com maior potencial de sucesso para os empreendedores. Apesar disso, o crescimento do negócio depende de planejamento adequado e monitoramento constante, já que a concorrência é ampla.

A primeira etapa para abrir uma lanchonete é definir o plano de negócios. Nesse documento deverão constar os objetivos do empreendimento, bem como os passos a serem seguidos para atingi-los. Nesse momento serão definidos itens como público-alvo, tipo de serviço, investimento e localização.

 

Ponto ideal

Saber escolher o ponto da lanchonete é fundamental para obter bons resultados. É preciso estudar a região, conhecer o perfil de pessoas que podem formar a clientela e verificar se o ponto tem fácil acesso e se possui espaço adequado para recebimento de mercadorias e funcionamento da cozinha.

 

Público-alvo

Lanchonetes têm a vantagem de conseguir atender a um vasto perfil de clientes. Se houver a necessidade ou o interesse de focar em um público específico, esta informação deve ser bem clara e definida para que o objetivo seja alcançado.

 

Cardápio

A escolha do cardápio deve ir ao encontro do perfil de clientela que se espera atingir. Os lanches devem ser preparados com produtos de qualidade, já que são o principal produto da lanchonete. A identidade do negócio e o tempo de preparo dos lanches também devem ser considerados na escolha do cardápio.

 

Treinamento

Depois de montar a equipe de funcionários, vale a pena preparar um treinamento para que o atendimento aos clientes seja padronizado, atencioso e ágil, afinal, todo mundo quer ser bem atendido. Essa é uma das melhores ferramentas de fidelização. Além disso, o treinamento ajuda a diminuir as chances de erros, como entregar o lanche que o cliente não pediu.

 

Limpeza

No ramo da alimentação os cuidados com a higiene devem ser redobrados. A cozinha precisa de mais atenção ainda, seja com equipamentos, seja com os funcionários que farão a manipulação dos alimentos. Os banheiros para uso dos clientes não podem ser esquecidos e devem receber limpeza constante.


Franchising

O segmento de alimentação é o segundo maior do mercado de franquias, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Em 2015, o segmento, que possui mais de 23 mil franquias, foi responsável por 20% do faturamento do setor de franchising. Até o final do terceiro bimestre de 2016, já havia crescido 6% em relação ao mesmo período de 2015.

As franquias são uma boa opção para quem pensa em abrir um negócio, especialmente lanchonete. Nesse sistema, o franqueador fornece ao franqueado o direito de comercialização de seus produtos e serviços, além de repassar seu conhecimento na área e auxiliar na abertura e no gerenciamento do negócio. Antes fazer um investimento, é importante estudar o franqueador, conhecer seu histórico no mercado e, claro, saber o percentual de lucro e o prazo de retorno do investimento.

 

 

No Portal Sua Franquia, você pode pesquisar por marcas do segmento de Alimentação: Franquias de Alimentação

Últimas Notícias

Mídias Sociais

104K

Follow