Início / Notícias / Negócios / Empreendedorismo Social: quando a empresa vai além do faturamento

Empreendedorismo Social: quando a empresa vai além do faturamento

A colunista Carol Paiffer falará sobre a importância do empreendedorismo social e das vantagens de investir nesse nicho.

Empreendedorismo Social: quando a empresa vai além do faturamento

Compartilhe:   

Dentro do empreendedorismo, há várias ramificações para as pessoas atuarem. Uma que eu gosto bastante, é o empreendedorismo social. Em uma coluna anterior, escrevi sobre marketing e a forma como a empresa se comunica com o público e citei o marketing social - importante para empresas de todos os tamanhos.

Nesse artigo, vou explorar mais a fundo as questões sociais e como você empreendedor pode se envolver em iniciativas de responsabilidade social e as vantagens de investir atenção a esse segmento.

O que é o empreendedorismo social?

O empreendedorismo social é uma abordagem que busca solucionar problemas sociais e ambientais ao mesmo tempo que lucra. Empresas podem nascer com esse propósito definido ou pode nascer como um braço de uma empresa já estabelecida no mercado.

Cada empresa, pode abordar uma questão social que case com seu produto e propósito: pobreza, educação, saúde, meio ambiente, igualdade, inclusão, etc.

Benefícios de empreender socialmente

Alguns dos benefícios de adotar iniciativas de empreendedorismo social são:

●    Fortalecimento dos valores, visão e missão da empresa;

●    Melhora a reputação da marca;

●    Funcionários mais engajados (lembre-se de aculturar bem os funcionários da sua empresa, do contrário, nada os fará engajar com seu negócio);

●    Clientes mais fiéis a sua marca;

●    Impacto positivo na comunidade;

●    Resiliência nos negócios em tempos de crise.

Estratégias para aderir ao empreendedorismo social

É importante que, caso você tenha o interesse de desenvolver um braço social, muito bem-planejado e comunicado para seus consumidores e seu time.

Aqui estão três estratégias para você começar a desenvolver o lado social da empresa:

●    Identificar causas relevantes: No começo do artigo eu citei algumas causas que podem ser o seu foco social. Escolha as questões que estejam mais alinhadas aos valores e missão da empresa;
●    Parcerias com ONGs: Uma das melhores formas de começar é apoiando as ONGs locais. 
●    Modelos de negócios inovadores: Ao pensar no seu negócio, desenvolva-o já pensando na missão social que a empresa irá desempenhar. Investir em empresas com foco no social também é inovar no próprio negócio.

Ao adotar uma abordagem que combina lucro com propósito, as empresas podem não apenas alcançar o sucesso financeiro, mas também criar um impacto positivo duradouro.

Lembrando que não existe uma abordagem única para o empreendedorismo social, cada empresa pode encontrar seu próprio caminho. O importante é iniciar, agir e manter o compromisso com a missão social.

Se você está considerando embarcar nessa jornada de empreendedorismo social, comece hoje mesmo. Suas ações podem não apenas beneficiar sua empresa, mas também inspirar outros a seguir o mesmo caminho em direção a um mundo melhor.

 

Carol Paiffer

 

*Por Carol Paiffer é cofundadora e CEO da Atom S/A,  empresa de traders e publicadora de conteúdos educacionais sobre educação financeira, mercado financeiro e empreendedorismo de toda a América Latina.  A empresária atua no mercado financeiro desde 2005, é investidora no programa Shark Tank Brasil e sócia do Instituto Êxito de Empreendedorismo, onde é a única mulher em meio a 33 homens e fundou o Êxito Ladies, o braço feminino do projeto.  Carol é colunista da Plataforma Sua Franquia, e em sua coluna mensal, a empresária falará sobre empreendedorismo, finanças e demais temas correlatos. 
 

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?