Início / Notícias / Franquias / Seu franqueado vende pouco no delivery? O erro pode estar no cardápio do app

Seu franqueado vende pouco no delivery? O erro pode estar no cardápio do app

Constantemente, vejo franqueados reclamando das poucas vendas por delivery, do ticket médio não ser alcançado

Seu franqueado vende pouco no delivery? O erro pode estar no cardápio do app

Compartilhe:   

Constantemente, vejo franqueados reclamando das poucas vendas por delivery, do ticket médio não ser alcançado ou de não terem a oportunidade de mostrar tudo o que oferecem nos apps como o iFood. Realmente, criar um cardápio dentro dos aplicativos de delivery pode ser uma tarefa ainda mais complicada do que pensar em um cardápio para uma loja física. Isso porque, na internet, é necessário prender a atenção do cliente já que ele pode, com muita rapidez, fechar aquela página e começar a procurar o que comprar em outra loja. 

Contar com estratégias é fundamental para alavancar as vendas nos aplicativos. Para isso, é necessário criar um modelo de maneira inteligente. Primeiro, é importante saber o que é um cardápio eficaz. Ele ele precisa ser enxuto, reter os clientes e vender. Enxuto para levantar dúvidas, deixar claro os preços que tem para conseguir reter e ter clareza para conseguir vender.

Elenquei dez dicas que podem ajudar franqueadoras e franqueados na hora de compor um bom cardápio nos apps de delivery:

1.    Estratégia

Por mais que o dono do restaurante tenha certeza de que vende produtos incríveis, ele não pode apenas colocá-los no cardápio, sem traçar uma estratégia.

2.    Ordem

Partindo da premissa de que a estratégia é importante, o cardápio deverá ter uma ordem. A recomendação é que os produtos mais econômicos estejam sempre no topo, seguidos por itens “clássicos” e combos.

3.    Retenção de clientes

Manter a ordem do cardápio é importante para atrair clientes de todas as classes sociais. Aqueles que puderem gastar mais verão os itens econômicos e podem continuar o cardápio. Já aqueles que têm um limite de gasto poderão encontrar produtos já logo na primeira categoria, o que chama a atenção e retém o cliente.

4.    Destacar a categoria econômica

Além de ser a primeira categoria, a “econômica” pode ter outros nomes além deste, para que o cliente se interesse e veja que ali encontrará produtos mais em conta. Ela pode ter nomes como “queridinhos com preço baixo”, “almoço bom e barato” e o que mais a criatividade permitir.

5.    Clareza

Os produtos no topo servirão como iscas no cardápio, para reter os clientes na loja. Mas, é preciso deixar claro que existem esses produtos mais em conta assim como existem os outros, que serão mais “premium”.

6.    Promoções

No iFood, existem promoções que ficam destacadas dentro do aplicativo, em categorias específicas. É o caso do “leve 2, pague 1”. Você pode colocar este tipo de promoção do seu cardápio e aparecer para mais usuários do app. Existem, ainda, outras listas promocionais como a “só no iFood com até 50% de desconto”, onde você coloca descontos nos seus produtos e também aparece por lá.

7.    Configurações

Para figurar nas listas promocionais, é indispensável ter fotos dos produtos. Então, é importante que essas fotos tenham qualidade. Isso sempre deve ser conferido, assim como se todos os produtos possuem descrição e se está tudo descrito corretamente.

8.    Ticket médio

A categoria de destaque precisa existir mesmo nos restaurantes em que o ticket médio é alto. Para isso, os itens que estarão na categoria econômica podem ser modificados, mas sem perder a qualidade. Os lanches, por exemplo, podem ficar menores e os pratos, de um modo geral, serem servidos em tamanhos “mini”.

9.    Descontos

Além de ter a categoria econômica no topo do cardápio, o iFood oferece ainda a categoria “destaque”. Nela, entram os produtos que possuem alguma promoção. O conselho é que o restaurante crie promoções nos itens que já são mais em conta.

10.     Bebidas

As bebidas deverão estar sempre por último no cardápio. Mesmo que seja um restaurante que venda sobremesas, as opções de sobremesa devem estar antes das bebidas e depois das porções, caso elas existam no cardápio.
No mais, é importante rever constantemente seu posicionamento, acessando o app todos os dias. As plataformas costumam criar promoções e realizar mudanças que podem alterar seu desempenho e você precisa ficar atento a elas. Não se esqueça: interagir com os apps é tão importante quanto verificar a limpeza de sua loja!

*Por João Barcelos - fundador da Premier Consultoria, especialista em estratégias de varejo por delivery e e-commerce e Embaixador do iFood.

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?