Studio Fiscal é franquia de consultoria fiscal

O advogado clássico, ou seja, aquele que espera em seu escritório por demandas judiciais está perdendo seu lugar no mercado. O advogado moderno precisa oferecer mais que apenas a elaboração de petições e acompanhamento de processos em fórum. A advocacia atual exige do seu profissional, acima de tudo espírito empreendedor que é a característica de transformar sua potencialidade em realidade.

Exemplo disso é o caso de José Carlos Braga Monteiro, advogado, fundador e atual presidente do Grupo Studio. Ao perceber a carência de profissionais especializados na área fiscal, viu a oportunidade de iniciar um novo negócio. Criou o Grupo Studio, conglomerado composto por empresas como a Studio Fiscal.

Essa empresa oferece a possibilidade de soluções fiscais exclusivamente em esfera administrativa, haja vista sua celeridade. Após mais de 10 anos, diante da crescente demanda pelo serviço, viu a necessidade de expandir o empreendimento. Mudou o modelo de negócios para franquias, oferecendo para profissionais com bom relacionamento empresarial, entre eles advogados, a possibilidade de se tornar sócio franqueado e oferecer algo mais aos seus clientes, além do retorno financeiro proporcionado.

E muitas dos sócios franqueados já tiveram êxito. É o caso do advogado Virgilio Cesar de Melo de União da Vitória / PR, que recuperou todo o valor investido na franquia com dois contratos de revisão tributária fechados. E diante da satisfação com o serviço, pretende expandir mais seu negócio, e vai abrir uma nova unidade da franquia em outra região.

Sobre a Revisão de Tributos Federais oferecidos pela Studio Fiscal

Conhecida pelos serviços de consultoria e auditoria fiscal e tributária, a Studio Fiscal tem como principal produto a Revisão de Tributos Federais.

Esse serviço tem como objetivo gerar uma revisão de tributos federais recolhidos nos últimos cinco anos e recuperar o que vai pago incorretamente ou a maior. Os tributos conferidos são:

- IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica);
- PIS (Programa de Integração Social);
- COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
- IPI (Imposto sobre produtos industrializados);
- CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
- INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Elaborado com base no risco, esse serviço não é cobrado. O franqueado só receberá os honorários, caso sejam encontrados créditos tributários. Em média são localizados por empresa, incluindo todos os portes e setores, R$ 550 mil. Diante disso, sobre o valor, são cobrados 25%, que são divididos entre franqueado e franqueadora. A média de retorno por contrato fechado é de R$ 68 mil.

Cabe salientar que o franqueado não precisa possuir conhecimentos avançados em direito tributário, nem em gestão fiscal. Entretanto, se faz necessário bom relacionamento comercial.

Outras oportunidades: Franquias de Negócios e Serviços

Encontre a melhor franquia para você