Notícias / Varejo / Dia dos Pais deve movimentar R$ 8,4 bilhões, diz FCDL-SP

Dia dos Pais deve movimentar R$ 8,4 bilhões, diz FCDL-SP

Entidade estima que a data sazonal leve 21 milhões de paulistas as compras. Confira!

Compartilhe:   

Agosto é o mês de celebrar o Dia dos Pais e a data sazonal é benéfica ao varejo. Estimativa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDL-SP) feita em parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), junto do SPC Brasil e Offerwise identificou que mais de 21 milhões de paulistas pretendem fazer compras na data. 

Com isso, o varejo deve movimentar mais de R$ 8,4 bilhões no período. As entidades estimam que o tíquete médio de compras para o presente do Dia dos Pais seja de R$ 244, com uma média de 1,7 presentes por pai.  “O Dia dos Pais é a data mais relevante para o início do segundo semestre do varejo, abrindo a temporada que se encerra com Natal e Ano Novo. A comemoração aquece as vendas de um mês que é popularmente conhecido como “longo”, tendo neste ano, cinco semanas”, comentou em nots Maurício Stainoff, presidente da FCDL-SP.

Presentes para o Dia dos Pais

Dos respondentes, 52% informaram que pretendem comprar roupas de presente na data, 34% vão comprar perfume, 34% calçados, 24% acessórios — nesta categoria se enquadram meias, óculos, carteiras e afins). A “tradição” permeia o Dia dos Pais, já que lojas físicas representam a opção de local de compra mais escolhida entre os consumidores, 74%; sendo os shoppings centers o principal foco de compra, seguido por shoppings populares e lojas de departamentos. Os canais digitais marcaram 39% da escolha dos entrevistados. 

“Os números mais elevados de compras em lojas físicas refletem a forma como o presente do pai é escolhido, geralmente de forma rápida, prática e precisa; pensando também na necessidade de troca do mesmo, fator que dificultaria uma compra online. Cerca de 62% dos filhos irão presentear o próprio pai, 9% o esposo, 11% o pai de seus filhos e 9% o sogro”, finaliza Maurício.

Fonte

Divulgação

PUBLICIDADE

Tem interesse no mercado de franquias?