My Place Office, nova franquia que atua no segmento de coworking e escritório virtual, busca franqueados em São Paulo – apontada em pesquisa da Endeavor como a melhor cidade do Brasil para empreender

Com valores a partir de R$ 120 mil, o investidor atuará num setor em franco crescimento e que não enfrenta crise

My Place Office, nova franquia que atua no segmento de coworking e escritório virtual, busca franqueados em São Paulo – apontada em pesquisa da Endeavor como a melhor cidade do Brasil para empreender. Com valores a partir de R$ 120 mil, o investidor atuará num setor em franco crescimento e que não enfrenta crise


Compartilhar espaços de trabalho – tendência batizada de coworking – ou fazer uso de escritórios inteligentes ou virtuais são realidade nas grandes cidades brasileiras. É um mercado que vem crescendo e se popularizando – certeza que moveu a My Place Office e lançar-se no mercado em 2015 para oferecer qualidade em serviços em endereços que trazem prestígio a negócios dos mais variados segmentos. E para marcar presença nas principais cidades brasileiras, a empresa escolheu expandir-se por meio de franquias.

A My Place Office oferece aos clientes ambientes de trabalho sempre em endereços considerados nobres. É possível utilizar tais espaços para registrar empresas, como endereço de divulgação, usufruir de serviços como atendimento telefônico – incluindo o fornecimento de números exclusivos; gestão de correspondência; salas comerciais e de reunião; equipe de recepção, manutenção e limpeza e serviço de café, entre outros. “O cliente não se preocupa com segurança, IPTU, condomínio, energia elétrica e Internet”, explica o diretor da franquia, Frederico Loriggio. “Pode focar-se apenas em seu negócio, deixando esta rotina para nós”.

Por que São Paulo? – Segundo pesquisa divulgada pela Endeavor no final de 2016, São Paulo é a melhor cidade brasileira para empreender. É o centro econômico do país e, sozinha, produz 10% do PIB nacional. A franqueadora é de São Paulo e aqui estão, até o momento, quase todas as suas franquias. “Não há dúvidas de que o My Place Office se enquadra bem na dinâmica desta importante cidade, que nos oferece muitos espaços para crescer, além de uma carência enorme por nossos serviços”, justifica o diretor Frederico Loriggio.

- Leia também: FRANCHISING CHEGA AO MERCADO DE ECONOMIA COMPARTILHADA

Para o franqueado, Loriggio garante que se trata de um negócio que veio para ficar. O investimento é baixo – a partir de R$ 120 mil – de fácil operação e excelente rentabilidade. “O franqueado administrará um espaço compartilhado entre empresas. Ele receberá tanto empresas que locarão salas, de maneira permanente, até profissionais que trabalharão em coworking, algumas vezes por semana. Outros locarão salas para reunião, enquanto algumas empresas utilizarão o endereço apenas para receber correspondências e telefonemas, como escritório virtual. Para gerir adequadamente o espaço, receberá todo o treinamento e suporte da franqueadora”, explica. “O retorno do investimento acontece entre dez e 18 meses”.

É fundamental que o ponto comercial seja um escritório entre 70 m2 e 200 m2 nos principais endereços comerciais da cidade. O imóvel deve ser bem localizado, próximo a estações de trem ou metrô e ter fácil acesso por ônibus, além de estacionamento próprio ou conveniado. “O ponto de equilíbrio é alcançado rapidamente, entre quatro e seis meses, e a lucratividade é bastante alta, já que os custos operacionais são baixos. Temos unidades – já são 11 no total, entre próprias e franqueadas, em que se alcança 40% de lucratividade, com 25% a 35% líquidos”, finaliza o diretor.

Encontre a melhor franquia para você