Com duas novas franquias em Belo Horizonte e uma na capital paulista, além de quatro em negociação, Dona Nuvem, a sorveteria mais inovadora do Brasil, firma-se como franqueadora e acelera sua expansão

Conceito da marca, que trabalha com sorvetes fabricados com frutas frescas em suas lojas, é proporcionar experiências lúdicas e divertidas aos clientes. Ela agrada adultos e crianças, que adoram publicar selfies com seus sorvetes personalizados no Instagr

Não é uma febre, nem vai passar: o sorvete na nuvem consolidou-se como uma opção de consumo recorrente – e continua fazendo muito sucesso! A Dona Nuvem, sorveteria que nasceu na capital paulista há quase dois anos e lançou esse conceito, com suas invenções adocicadas, está inaugurando duas franquias em Belo Horizonte (MG) que, somadas à primeira unidade franqueada de São Paulo, localizada no Morumbi Shopping, e à loja própria da Rua Augusta, também em São Paulo, aceleram a expansão da marca. “Com quatro lojas em operação, podemos finalmente nos considerar uma franqueadora”, comemora Manoel Lima, franqueador e idealizador da marca. Ele comenta que há mais quatro unidades em negociação avançada. “Somos muito cautelosos na escolha de nossos franqueados. Mais do que possuir o valor do investimento, é necessário apaixonar-se pelo conceito, a marca e o produto Dona Nuvem. Somos inovadores e nosso franqueado precisa entender que a marca mudará a todo momento”, enfatiza Lima.

A Dona Nuvem nem bem nasceu e já se transformou

Realmente, a breve história da marca foi de várias inovações. Manoel Lima conheceu o conceito do produto em Londres e, pesquisando, viu que a ideia nasceu no Japão. “Na verdade, o que havia era simplesmente um sorvete industrializado servido sobre um algodão doce. Pensei em fazer algo mais elaborado e deu certo”, lembra.

O que Manoel fez foi começar com uma receita de sorvete exclusiva. Na Dona Nuvem, os sorvetes soft não são industrializados, muito menos levam pós ou pastas prontas, gordura trans ou elementos artificiais. Existem dois sabores fixos – chocolate e baunilha – e outros dois que mudam a cada quinzena, sendo um deles vegano. “Usamos frutas frescas, chocolate com alto percentual de cacau, corantes naturais, leite, tudo variando conforme o sabor. Quanto mais natural o produto é, menos açúcar ele leva na composição – e isso faz uma grande diferença no sabor e na textura. Nossas receitas são exclusivas e o sabor vegano atende também aos intolerantes à lactose, porque não leva leite na composição”, comenta Joice Cavalcante, sócia da operação.

Paralelamente ao sorvete de alta qualidade, os sócios criaram temas para torná-lo único, personalizado e altamente fotografável: unicórnio, sereia, tubarão, Halloween e Natalinos por exemplo, foram temas que encantaram os clientes. “Eles escolhem o sabor do sorvete, um tema comestível para decorá-lo e toppings como estrelas, corações ou outros confeitos. O sorvete recebe caldas e é finalizado com um banho de glitter comestível. Lindo, é entregue ao cliente que, encantado com sua criação, corre para fotografá-lo em nossos painéis de neon ou cenários, e postar a foto em suas redes sociais, usando sempre nossa rashtag. Automaticamente, a foto pode entrar no painel de nossa loja”, explica Lima.

Essa área da loja em que o cliente faz suas selfies é um grande atrativo. Na matriz, na Rua Augusta, ela é formada por uma parede com um painel de neon muito fofo, com o letreiro da Dona Nuvem, acompanhado de um painel de led no qual as fotos dos clientes são expostas online. “Os clientes amam ver suas fotos ali. Nas novas lojas, do Morumbi Shopping e Belo Horizonte, que divulgaremos o endereço em breve, criamos outras áreas temáticas para fotos, com cenários incríveis, que os clientes adoram!”, completa o franqueador.

Com o decorrer dos meses, a marca investiu em novos produtos, como Sundae na Nuvem, Café com Nuvem e MilkShake na Nuvem. “É claro que nosso cliente pode vir à loja e pedir uma casquinha, interessado apenas em saborear um sorvete de qualidade, num dia de calor. Mas, a experiência de ter um produto incrível também está à disposição dele todos os dias da semana – e é isso que faz toda a diferença”, diz.

Quando a primeira franquia foi inaugurada, no final de 2018, foi a hora da Dona Nuvem ter também produtos temáticos, para que o cliente levasse para casa algumas lembranças. São camisetas, chocolates, canecas, copos, cadernetas e ecobags, entre outros itens, tudo muito fofo e colorido, como a marca pede. “Não pararemos de inovar. Serão produtos, conceitos, temas, cenários, tudo sempre novo e atraente, para que o cliente volte à loja e crie muita afinidade com a marca. Nossa ideia não é ser uma modinha, mas, perpetuar a empresa. Viemos para ficar”, avisa Lima.

E, para quem acha que sorvete só vende no verão, a Dona Nuvem já avisa: novidades em produtos virão para o inverno, de maneira que as lojas sempre fiquem repletas de clientes.

A franquia Dona Nuvem

Para ter uma loja lindíssima e grande como as do Morumbi Shopping, em São Paulo, ou em Belo Horizonte, investem-se entre R$ 400 mil e R$ 500 mil. O valor inclui todo o maquinário, decoração, capital de giro, balcões e mobiliário, estoque inicial, uniformes, projeto arquitetônico, ar-condicionado e taxa de franquia. “Na loja de Belo Horizonte, as franqueadas Viviane e Débora Malta investiram R$ 400 mil reais. São 80m2 de loja, com uma decoração incrível, cinco cenários para fotos e uma loja linda e completa”, explica Lima.

As franqueadas também terão um quiosque no Minas Shopping. No menor formato disponível, ele servirá dois sabores de sorvete (baunilha e chocolate) e exigiu investimento de R$ 200 mil. “É o nosso menor formato e de menor investimento, ideal para corredores de shoppings e centros comerciais”.

O mercado de sorvetes no Brasil

Quem tem algum receio em investir no mercado de sorvetes no Brasil, por acreditar que ele é sazonal, pode desfazer essa impressão negativa. Realmente, há alguns anos, tratava-se de um mercado destinado apenas aos grandes players. Porém, atualmente, com o surgimento de novos tipos de produtos, que vão dos gourmet aos orgânicos e veganos, este mercado cresce ano a ano, com perspectiva de ampliação de 81% até 2020, conforme pesquisa da Mintel, empresa global de inteligência de mercado. “Segundo pesquisa da Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (Abis), o consumo saltou de 686 milhões de litros, em 2003, para 1 bilhão, em 2016, com destaque para 2014, que teve uma alta de consumo de 1,3 bilhão. O país é o 10º maior produtor mundial e o 11º maior consumidor, sendo o Nordeste a região com maior número de vendas”, ilustra Lima. Estão abertas oportunidades de franquia para todo o Brasil.

Parceria com a Sanrio trará ação da Hello Kitty durante todo o ano de 2019

A Dona Nuvem é uma marca presente na mídia, reconhecida por ter grande penetração junto ao público. Por sua visibilidade, a Sanrio, detentora dos direitos autorais da personagem Hello Kitty no Brasil, procurou a franqueadora para firmar uma parceria de promoção de aniversário de 45 anos de criação da gatinha mais famosa do mundo. É isso mesmo: durante todo este ano, nas lojas Dona Nuvem, ocorrerão ações envolvendo a Hello Kitty e a Dona Nuvem.

A primeira ativação já está acontecendo: entre fevereiro e março, será criado um sorvete temático, no sabor maçã (o preferido da Hello Kitty), que será decorado com um chocolate exclusivo, com a carinha da personagem (foto). Casquinha, Sorvete na Nuvem, Sundae e Milkshake terão essa versão especial, que durará 45 dias. Um evento, ocorrido em 21 de março, marcou o lançamento da campanha. “Tivemos essa grande ação e teremos mais duas durante o ano”, comemora Manoel Lima, franqueador. “É maravilhoso ser procurado por uma grande e reconhecida marca para firmar uma parceria tão incrível e poder disseminá-la às franquias também. Estamos abertos a muitas outras”.

Perfil

Marca: Dona Nuvem

Tipo de negócio Sorveteria

Ano da fundação: 2017

Início da franquia no Brasil:  2018

Total de unidades no Brasil: 1 própria e 3 franqueadas

Investimento inicial: de R$ 190 mil a R$ 350 mil (com a taxa de franquia inclusa)

Taxa de franquia: de R$ 50 mil

Capital de giro: De R$ 20 mil a R$ 40 mil

Royalties: 5%

Taxa de publicidade: 2%

Área mínima: a partir de 9 m2 (quiosque) e 45 m2 (loja)

Nº de funcionários: mínimo de 3 para início da operação

Faturamento bruto: média de R$ 51 mil (loja) e R$ 40,8 mil (quiosque)

Lucro líquido: 25% loja e 28% quiosque

Prazo de retorno: até 24 meses

Prazo de contrato: 5 anos

Apoio ao franqueado:  Orientação na escolha do ponto comercial; projeto arquitetônico e memorial descritivo da obra; treinamento operacional ao franqueado e equipe; manuais de gestão; consultoria técnica administrativa, financeira e operacional; assessoria de marketing, assessoria de imprensa. 

Confira algumas oportunidades: Franquias por Segmentos e Ramos

Saiba mais: Como abrir uma franquia 

Fonte: Assessoria - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você