Dunkin' Donuts abre quarta loja em Brasília, no Setor Sudoeste

Em 18 meses de funcionamento, a marca obteve um faturamento de R$10 mi e já pensa em abrir franquia em Goiás

Mesmo em tempo de crise, alguns segmentos da economia apresentam números bastante otimistas. Segundo o Instituto de Foodservice Brasil (IFB), que representa o setor de alimentação fora do lar, em 2015, o segmento apresentou alta de vendas da ordem de 6,2%. O mercado de foodservice tem faturamento estimado em R$ 60 bilhões. Para 2016, a projeção é de um crescimento de 7,7%. Pesquisa do IBGE reforça essa perspectiva favorável e aponta que o brasileiro gasta cerca de 25% de sua renda com alimentação fora do lar. Entretanto, enquanto no país há uma tendência de crescimento, no DF, a expectativa é bem mais cautelosa. O setor emprega, atualmente, cerca de 100 mil pessoas e é um dos mais importantes para a economia do país, ultrapassando inclusive a construção civil. Desde 2015, várias casas famosas e tradicionais da capital federal fecharam suas portas por conta desses problemas ou tiveram que reduzir suas atividades, gerando aumento do desemprego. Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-DF) aponta que, em 2015, as empresas do setor de alimentação fora do lar em Brasília tiveram que demitir 14.298 trabalhadores. Um dos principais motivos dos cortes foi a insegurança dos empresários com a situação atual do DF, o que tem levado muitos a não só demitir funcionários como também fechar seus estabelecimentos.

Na contramão da economia local e apostando em um futuro cenário nacional favorável, a Dunkin’ Donuts abre sua quarta loja no DF, dessa vez, na CLSW 102 bloco A loja 02, Sudoeste, dia 05/11, a partir das 9h. O novo espaço funcionará 24 horas e conta com novidades como sala de reunião – que pode ser reservada para encontros profissionais ou grupos de estudos – wi-fi de alta velocidade, pontos para carregar eletrônicos e um novo layout, planejado tanto para o conforto dos clientes que desejam degustar seu café tranquilamente, quanto para aqueles que precisam de atendimento mais rápido. Tal como da primeira vez, haverá ações especiais e os cobiçados livretos que garantem 365 dias de cafés ou donuts grátis para as 200 pessoas que chegarem primeiro. A primeira loja foi aberta na 404 sul, seguida pelo quiosque no ParkShopping, ambos em maio de 2015. Já a segunda, na 214 norte, começou a funcionar em dezembro de 2015. Em 2016, além da unidade do Sudoeste, mais duas operações devem ser inauguradas no Aeroporto Juscelino Kubitscheck.

Em 18 meses de funcionamento, a operação da Dunkin Donuts em Brasília é um sucesso absoluto. Até hoje, o número de atendimentos bateu em 600 mil (média de 30 mil por mês). Foram investidos R$ 6 milhões e o faturamento atingiu, aproximadamente, R$ 10 milhões, superando bastante a expectativa inicial. Nesse período, os brasilienses consumiram 1,5 milhão de donuts e 400 mil litros de café – volume aproximado de 0,5 xícaras de café por minuto – em um ritmo que facilmente baterá a meta de 2 milhões de donuts vendidos até o fim do ano. Só a loja do Sudoeste projeta vendas de mil donuts/dia. A marca teve uma recepção tão boa no Brasil, que o Grupo OLH, responsável pelas operações na região Centro-Oeste, já está desenvolvendo projeto de franquia para atender a uma demanda já identificada. “Nosso projeto contempla o longo prazo, onde acreditamos na economia do país. A alimentação fora do lar, mesmo em períodos de incerteza econômica, se tornou um forte hábito para os brasileiros. Estamos construindo bases sólidas para a empresa colher resultados melhores no futuro. Essa nossa estratégia tem reforçado a qualidade da Dunkin Donuts e o desejo pela marca. Tanto que existe, inclusive, uma lista de espera para implantar a DD em Goiás”, explicou Leonardo Oliva, diretor de marketing do grupo.

 

Saiba mais sobre: Franquia Dunkin' Donuts
Confira mais opções de franquias em: Franquias de Alimentação

Encontre a melhor franquia para você