World Study

Marcelo Cansini fundou World Study nos anos 90 e hoje possui 42 unidades em operação, além de escritórios na Irlanda, Austrália e Estados Unidos. 

A trilha percorrida por Marcelo Cansini no mundo do empreendedorismo foi marcada por muita persistência e dedicação. Nos anos 90, ele fundou a empresa de turismo World Study resolveu, focada no ramo de intercâmbio. Porém, fechar as contas no positivo no fim do mês no início da operação foi um grande desafio. Para isso, o empresário apostou em frentes de atuação bem diferentes do seu foco: fez um curso de reflexologia para conseguir uma renda extra no final do mês.

Com o diploma, ele começou fazer massagens em pés e mãos para conseguir construir o sonho de ter uma rede de intercâmbio. Na época, ele abriu uma sala de atendimento de reflexologia dentro da própria agência de turismo. "Eu fazia massagens para ajudar no orçamento. Não tinha dinheiro e não tinha ninguém para me ajudar. Eu que era o responsável por tudo, desde a limpeza da agência até o atendimento. Lembro que tinha uma moça que trabalhava no banco e me ajudava com os materiais de escritório. Foi tudo muito difícil", revela Cansini.

História

A World Study surgiu oficialmente apenas em 1993 e hoje, após 27 anos, possui 42 unidades espalhadas pelo Brasil, e fatura, em média, 65 milhões por ano. Só em 2016, esse número atingiu os R$ 79 milhões. Para 2017, o fundador acredita em um faturamento de cerca de 87 milhões. "Todo esse sucesso é fruto da dedicação de todos os envolvidos no projeto, dos franqueados e dos alunos que fazem questão de viajar com a gente".

Em 2016, o ramo de intercâmbio cresceu 14% e o Brasil mandou 247 mil estudantes para estudar no exterior. A tendência é que ocorra aumento de 7% a 10% em 2017, de acordo com informações da Belta, Brazilian Educational & Language Travel Association.

Para gerenciar suas unidades franqueadas, Cansini aposta em um modelo inovador, sendo que na World Study cada franqueado é responsável pelo seu negócio. Dessa forma, cada um é responsável pelas suas ações de marketing, seus fornecedores e faz todas as negociações de seu próprio escritório, sem a necessidade de repassar à franqueadora. "Aqui o franqueado tem a oportunidade de ganhar mais. Pois age da forma que acredita ser a mais correta para fechar o negócio".

Expansão

Hoje, a WorldStudy conta com dois escritórios na Austrália, um na Irlanda e um nos Estados Unidos. A rede oferece cursos para estudantes desde adolescentes até o MBA. E ainda conta com um projeto exclusivo em parceria com o governo canadense, chamado TRUE Canadá. No plano, o estudante frequenta a escola de 1 a 4 meses (dependendo de seu nível de inglês) e pode trabalhar por 12 meses.

O modelo de negócio para a expansão da marca é de lojas, com investimento inicial entre R$ 18 mil e R$ 130 mil, para um faturamento médio mensal a partir de R$ 30 mil. O prazo de retorno do investimento tende a ser entre 18 e 24 meses.

Compartilhar:

Leia Mais Histórias do Franchising