Franquias de Rotisserie

Franquias de rotisserie valem a pena?

De um lado o cliente que, com a vida corrida que leva, quer praticidade na hora da alimentação e do outro o negócio que oferece pratos prontos para serem levados e consumidos em casa. O ramo de rotisserie ganhou força nos anos 90 pela proposta de negócio e hoje é um excelente negócio para quem quer investir em uma rede de alimentação. São poucas ainda as marcas no mercado e há muito espaço para crescer.

Conforme manual do Sebrae que ensina a montar uma rotisserie, a modalidade de negócio possui, basicamente, três modelos de funcionamento: rotisserias em supermercados e hipermercados, lojas independentes e restaurantes.

Uma rotisseria oferece inúmeras variedades de refeições, chegando a 80 pratos prontos para o consumo, desde antepasto, assados variados, entradas, molhos, vários pratos à base de aves, carnes, peixes, acompanhamentos, tortas doces e salgadas, sobremesas, sorvetes, foccacia, quiches e uma boa variedade de salgados. Entre os potenciais clientes estão pessoa física, buffets, restaurantes, hotéis e hospitais.

As melhores franquias de rotisserie

O ramo de Rotisserie, mesmo sendo bastante tradicional no segmento de alimentação não possui muitas redes em operação, o que dificulta apontar quais são as melhores franquias do ramo para se investir.

Dessa forma, não é um ramo muito competitivo e pode ser um investimento bem interessante, principalmente para os apaixonados pela gastronomia. Enquadram-se no ramo de Rotisserie empresas que comercializam uma grande quantidade de pratos prontos, visando facilitar o dia a dia tanto de consumidores finais como restaurantes e hotéis. 

Franquias de rotisserie com baixo custo

O ramo de Rotisserie não oferece modelos de negócios de baixo investimento, as chamadas microfranquias. E o motivo é simples: o diferencial do ramo é oferecer muitos pratos prontos ao mesmo tempo, o que requer um grande estoque de produtos, bem como muitos funcionários na operação do dia a dia. 

Perfil do franqueado de rotisserie

O perfil do franqueado do ramo de Rotisserie, em geral, é formado por empreendedores que de alguma se identificam com a gastronomia ou, ao menos, da culinária do dia a dia.

A operação de um modelo de negócio do ramo de Rotisserie requer um bom conhecimento em gestão administrativa, financeira e também liderança de equipes. Entre as habilidades necessárias para tocar um negócio neste ramo é aptidão para fazer um bom controle de estoques e processos de produção e a disponibilidade para atuar no dia a dia da operação.

Ver Mais

Escolha a faixa de investimento