Tem um negócio de sucesso e quer transformá-lo em franquia?

Por Marina Nascimbem Bechtejew Richter*

 

O mercado de franquias conquistou credibilidade e números vultosos: a Pesquisa Trimestral de Desempenho realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), referente a janeiro a março deste ano, mostrou que as redes de franquias cresceram 8,8% em faturamento em comparação com o mesmo período do ano passado - de R$ 39,881 bilhões para R$ 43,380 bilhões. Este é o quarto trimestre seguido de alta do setor. São números assim que vêm impulsionando muitas empresas a escolher este caminho como forma de expansão pelo Brasil e até além das fronteiras nacionais.

 

Sinteticamente, franquear uma ideia ou um negócio de sucesso, quando o empresário verifica aceitação do público-alvo e acredita que cativará investidores (potenciais franqueados), pode ser uma boa ideia. Franquear não é difícil, contudo, requer dedicação e uma estruturação inicial.

 

Antes de entrar no mundo das franquias, é preciso se preparar, estudar o mercado e contar com a consultoria de especialistas. É um nicho complexo e sui generis. Aquele que franquear e se dedicar, poderá ter muito sucesso e se tornar referência no segmento em que atua. Importante pontuar que tanto os empreendedores experientes (conscientes dos riscos) quanto os inexperientes (empreendedores de primeira viagem) estão sujeitos aos riscos que são inerentes a todos os mercados.

 

Para você, empresário, que quer fazer uma análise inicial para entender se vale a pena transformar seu negócio em franquia, preparei um roteiro que norteará sua reflexão, confira:

 

Antes de mais nada, analise seu negócio. Ele é “franqueável? Sua marca tem credibilidade e boa reputação? O conceito é inovador? Tem diferenciais? Tem capital disponível para investimento? É comercializável como negócio? Como é a aceitação de seus produtos e serviços nas diferentes regiões? Para onde eles podem ser levados? Quantas unidades ‘cabem’ nas diferentes regiões? Estes são apenas alguns aspectos a serem avaliados, mas obviamente, esta análise precisa ser muito mais profunda;

 

Faça uma análise de si mesmo para entender se você tem perfil para ser franqueador. Gosta de pessoas? Sente-se tranquilo em compartilhar seu know-how? Entende que terá que apoiar e acompanhar cada franqueado, bem como saber administrar expectativas e eventuais conflitos de naturezas diversas?

 

BConnected │ O maior evento de redes de negócios e franquias da América LatinaPUBLICIDADE

 

Se após as análises iniciais a vontade de seguir com o projeto continuar de pé, padronize seu negócio de forma que este modelo seja replicado. Na prática, isto significa criar regras que se referem ao aspecto físico da loja, atendimento e produtos/serviços. Todas as unidades deverão utilizar as mesmas cores, o mesmo tom, o mesmo mix de produtos/serviços, o mesmo sistema que a unidade própria, com o mesmo tipo de produção, etc;

 

Depois que o negócio tiver um padrão, é possível mensurar o valor do investimento, que deverá ser disponibilizado em um instrumento de caráter informativo (a COF, Circular de Oferta de Franquia). Na COF deverá ser discriminada a estimativa do investimento inicial necessário para a aquisição, implantação e entrada em operação da franquia entre outras informações indispensáveis e relevantes. Para mensurar o valor do investimento inicial, o franqueador deverá contar com o auxílio de profissionais do ramo da construção e arquitetura, consultores especializados, advogados, etc.

 

Outra demanda é a confecção dos documentos - manuais, COF e Contrato de Franquia. A COF deve respeitar as disposições previstas na Lei de Franquias, sendo importante que o contrato traga as regras essenciais para a operação da franquia, pois será o instrumento que criará as leis entre as partes;

 

Conheça os nossos gurus/colunistas do franchising

 

Quando o negócio de sucesso cumprir com todos os requisitos administrativos (sistema de produção e gerência financeira), arquitetônicos (padronização da loja) e jurídicos (elaboração de todos os instrumentos legais), já será possível franqueá-la. Neste momento, o franqueador pode ter uma equipe interna para a comercialização ou contar com empresas que se dedicam apenas à venda de franquias.

 

*SOBRE - MARINA NASCIMBEM BECHTEJEW RICHTER

Marina Nascimbem Bechtejew Richter é advogada, sócia fundadora do escritório NB Advogados. É especialista em direito Societário, Contratos e Contencioso Cível. A advogada tem especialização em Direito Societário pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e também em Direito dos Contratos pelo LL. M IBMEC/INSPER-SP. Membro da Ordem dos Advogados do Brasil, de São Paulo; da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP); e da Associação Brasileira de Franchising (ABF) é autora do livro “A Relação de Franquia no Mundo Empresarial e as Tendências da Jurisprudência Brasileira”.

 

*SOBRE - NB ADVOGADOS

O escritório NB Advogados oferece assessoria jurídica especializada em Direito Empresarial com foco nas seguintes áreas de atuação: societário, cível, consumidor, contratos - notadamente, franquia e canais de distribuição ao varejo - além de direito imobiliário e propriedade intelectual. Atua, ainda, no Direito de Família e Sucessões.

 

Mais informações no site www.nbadv.com.br.

 

CONHEÇA A FRANQUIA POR FAIXA DE INVESTIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

 

Encontre a melhor franquia para você: franquias por segmentos e ramos

Confira mais artigos em: gurus do franchising

 

Artigos Marina Nascimbem Bechtejew Richter

Arbitragem para resolução de conflitos no franchising: o que é preciso saber

Arbitragem para resolução de conflitos no franchising: o que é preciso saber

A Lei da Arbitragem completa, agora em setembro, 26 anos. Este método de solução de conflitos vem sendo cada vez mais utilizado no franchising...

Ver mais

Franquias: consultora avalia potencial do mercado de energia solar

Franquias: consultora avalia potencial do mercado de energia solar

Interessados em investir numa franquia já contam com opções num segmento promissor: energia solar. Trata-se da fonte de energia que mais cresce no...

Ver mais

Vale a pena renovar o contrato de franquia?

Vale a pena renovar o contrato de franquia?

  Geralmente, o contrato de franquia tem um prazo determinado para chegar ao fim, em geral, cinco anos, já que não é recomendado que este...

Ver mais

Ver mais

Ver mais

Encontre a melhor franquia para você